Bolas de berlim de alfarroba com creme de baunilha // Carob doughnuts filled with pastry cream



Esta foi a primeira vez que fiz fritos doces. É muito raro fazer fritos cá em casa mas desta vez teve de ser. Não costumo comer bolas de berlim só que este verão na praia, a versão de alfarroba com creme de canela chamou a minha atenção. Pronto lá tive de provar e foi o meu maior erro porque nas idas seguintes à praia, ao comprar uma bolinha para o meu filho, não resistia e comprava uma de alfarroba para mim. Depois pensei em experimentar em casa e aqui estão elas. 
A receita base é de brioche, em que subsituí uma quantidade de farinha por farinha de alfarroba. Polvilhei-as com açúcar e canela e optei por recheá-las com creme pasteleiro de baunilha.  
Quando provei a primeira ainda quentinha, envolvida em açúcar e canela fiquei completamente deliciada, o sabor da alfarroba conjugado com a canela é realmente fantástico. E o recheio eleva-as a outro patamar.










{Scroll down to english version}


BOLAS DE BERLIM DE ALFARROBA COM CREME DE BAUNILHA

Para 15 bolas grandes

{MASSA}
350g de farinha tipo 55
40g de farinha de alfarroba
15g de fermento fresco
75g de manteiga
50g de açúcar
3 ovos
1 dl de leite
1/2 c. (sob) de sal fino
1 c. (sopa) de aguardente ou rum (opcional)

1 l de óleo, para fritar
Açúcar + canela para polvilhar

{CREME PASTELEIRO}
500ml de leite
4 gemas 
40g de Maizena
80g de açúcar amarelo
1 pitada de sal grosso
1 vagem de baunilha


{CREME PASTELEIRO}
Aquecer o leite com o sal, a vagem de baunilha, e as sementes raspadas. Assim que começar a ferver retirar do lume e remover a vagem.
Numa taça, bater as gemas com o açúcar. Juntar a Maizena e bater até ficar homogéneo.
Verter o leite quente, pouco a pouco, sem parar de mexer com um fouet.
Levar ao lume até engrossar, mexendo sempre vigorosamente com uma vara de arames.

Reservar o creme numa taça e colar película aderente por cima para não criar crosta.
Deixar arrefecer completamente.

{Robot de cozinha}
Colocar no copo,  as gemas e o açucar e processar 1 min/Vel.3. Juntar a Maizena, o leite, o sal e as sementes da vagem de baunilha raspadas e misturar novamente e programar 15 min./temp.90º/vel.3.



{MASSA}
No dia anterior colocar todos os ingredientes (excepto a manteiga) num recipiente e começar a amassar inicialmente com uma colher de pau e depois com as mãos.
Como a massa é pegajosa o melhor é amassar no robot de cozinha cerca de 5 minutos.
Após esse tempo adicionar a manteiga pouco a pouco e amassar mais 5 a 10 minutos até obter uma massa lisa e elástica.
Formar uma bola e reservar num recipiente tapado com um pano num local abrigado, até duplicar de tamanho.
Passado esse tempo, amassar ligeiramente a massa, envolver em película aderente e reservar no frigorífico uma noite (ou no mínimo 4 horas).
No dia seguinte, enfarinhar a bancada e cortar a massa em cerca de 15 porções com 50g e moldar umas bolas. Dispor num tabuleiro forrado com papel vegetal, deixando um espaço entre cada uma. Espalmá-las ligeiramente, tapar o tabuleiro com um pano e deixar repousar cerca de 1 a 2h até duplicarem de tamanho.

Preparar um pratinho com açúcar e canela.
Aquecer o óleo numa frigideira profunda até atingir os 160ºC aproximadamente (mergulhar uma colher de pau no óleo e se borbulhar a temperatura está boa).
Colocar 2 a 3 bolas de cada vez na óleo e fritar cerca de 3 minutos de cada lado.
Retirar com a escumadeira e colocá-las num prato com papel absorvente e de seguida passá-las pela mistura de açúcar e canela e deixar arrefecer.
Quando estiverem mornas (e caso tenha sobrado alguma :D), fazer um corte profundo em cada bola e com a ajuda de um saco pasteleiro recheá-las com creme pasteleiro.



{Recipe in English}



CAROB DOUGHNUTS FILLED WITH PASTRY CREAM

For about 15 doughnuts (berliners)

{DOUGHNUTS}
350g strong white flour
40g carob flour
15g fresh yeast
75g butter, softened
50g de açúcar
4 eggs
100ml milk
8g salt
1 tsp rum
1L sunflower oil for deep frying
sugar + cinnamon, for coating

{PASTRY CREAM}
4 yolks
80g sugar
40 g cornstarch
500 g whole milk
1 tsp vanilla paste or 1 vanilla pod
Pinch of salt


{PASTRY CREAM}
In a saucepan bring vanilla pod and milk to the boil.
In a different bowl mix yolks with sugar, salt and corstarch.
Remove milk from heat, remove vanilla pod, and then gradually stir in egg yolk mixture.
Reduce heat to low, bring back saucepan to heat, and let thicken stirring constantly.
Reserve until cold before filling the doughnuts.

{DOUGHNUTS}
Place all the ingredients except the butter and oil in the bowl of a mixer fitted with a beater.
Mix on medium speed for 6 minutes, then scrape down the sides of the bowl.
Mix on medium speed again, adding the butter, 20g at a time, until all is incorporated.
Keep mixing for 6-8 minutes, until the dough has come away from the bowl and looks smooth, glossy and elastic.
Place the dough in a large bowl, sprinkle the surface with flour and cover bowl with a tea towel. Leave to rise for 2-3 hours in a warm place, until doubled in size, then knock back. Cover the bowl with clingfilm and place in the fridge for at least 4 hours, better overnight.
Cut the dough into 15 pieces (50g) and roll into smooth balls. Place on floured baking sheets, leaving 5cm between each one. Cover with clingfilm and leave to prove for 2-3 hours to double in size.
Half-fill a deep fat fryer or a deep, heavy-based saucepan with sunflower oil and heat it to exactly 190C. Fry the doughnuts, in batches of 3 or 4, until golden brown, about 2 minutes on each side. Check the temperature of the oil between each batch.
As the doughnuts are done, place on kitchen paper to soak up excess oil, then toss in caster sugar + cinnamon, and let cool on a wire rack. Once cold, you can serve them right away or fill them with cream pastry.


12 comentários :

  1. Que tentação! Acabei de almoçar agora, mas quando olho para estas fotos, fico com sensação de que era capaz de "almoçar" estas delícias já de seguida! :)

    ResponderEliminar
  2. nem tenho palavras de lindas que são!!
    http://bloglairdutemps.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Querida Pierre Hermé do Sul,
    Eu sabia que não devia ter vindo ver estas maravilhas, lol...
    Que maravilha! Eu também não gosto de fazer fritos, mas há coisas que têm mesmo de ser fritas e estas bolinhas são disso um exemplo. Sabores maravilhosos e combinação perfeita!
    Um beijinho,
    Lia

    ResponderEliminar
  4. Oh meu Deus, não me aguento. Devem estar de-li-ci-o-sas!! :)

    ResponderEliminar
  5. Que ideia genial e criativa, nunca me passaria pela cabeça fazer bolas de berlim com farinha de alfarroba, mas o que é certo é que para além de ficarem com uma textura muito boa certamente ficaram com um sabor muito especial.

    http://maisdocequesalgado.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. ai que loucura! ... podes enviar-me uma? :p
    bjs
    Carla

    ResponderEliminar
  7. Agora lembrei-me do algarve e da praia! Tao bom :) Ficaram perfeitas!
    -
    Diogo Marques
    Blog: A culpa é das bolachas! | Facebook | Instagram | Zomato
    -

    ResponderEliminar
  8. Enquanto te ia lendo, mesmo sem ver as fotos todas, crescia-me a vontade de as provar, devem ser tão boas.
    Nunca provei bolinha de alfarroba, por cá só normais e na Nazaré encontrei bastantes recheios diferentes mas massa normal.
    Eu como adoro alfarroba, tenho a certeza que ia adorar comer umas quatro!! E olha que também não sou de fazer fritos, mas há coisas que tem de ser. Um beijinho.

    ResponderEliminar
  9. Só de olhar fico com água na boca e com vontade de provar.
    Fantástica receita com fotos lindas a acompanha-la.
    O aspecto é delicioso, acredito que sejam.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  10. Ficaram fantásticas...este ano também tive a minha primeira experiência de as provar na praia, não resisti!! São realmente muito boas...agora o próximo passo é fazê-las na minha cozinha ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. uau... Que bom... Ficaram com um aspecto delicioso e bastante apetecível.
    Beijinho

    Bimby & Sabores da Vida

    ResponderEliminar
  12. Patricia, este post sabe a verão! Adoro e ainda fico a salivar de cada vez que vejo estas bolinhas tentadoras. Eu também não sou de fazer fritos, ambos sabemos que os fritos são coisas do demo, mas há coisas que só ficam bem quando mergulhadas em óleo a ferver. Ficaram perfeitas e esse recheio deve ser divinal. Sabes que adoro alfarroba e não resistia a comer duas ou três de seguida. Olha, pode ser aquela travessa linda cheia delas, por favor. :)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita...
Comentários, dúvidas ou sugestões são sempre bem vindos!