Cheesecake vegan de chocolate branco e framboesa



Lembram-se do último cheesecake vegan de baunilha e framboesa? Pois bem fiquei rendida e como tinha ingredientes de sobra resolvi aproveitá-los e  fazer um de chocolate. Esta versão vegan, leva manteiga de cacau pura que tem um sabor suave a chocolate branco e cacau em pó tanto na base como na cobertura. Ficou bem mais denso que o anterior e solifica num instante. Quanto ao sabor, é rico em cacau e baunilha e quem provou adorou. A framboesa no meio foi a cereja no topo do bolo. O efeito é lindo de se ver e comer. Embora seja feito com ingredientes saudáveis, é para se comer com moderação devido à quantidade de calorias de cada fatia.





Cheesecake vegan de chocolate branco e framboesa
{sem açúcar, sem ovos, sem lactose, sem glúten e sem forno}

Adaptado daqui

(Para uma forma de 19cm)

Base crocante

80g de tâmaras, descaroçadas
70g de noz pecã (ou outro fruto seco)
50g de de muesli ou granola (ou outro fruto seco)
1 pitada de sal
1c. (café) de extracto de baunilha
1 fio de óleo de coco

Recheio

250g de caju (cru)
Sumo de 1 limão
1 vagem de baunilha (ou pasta)
60ml de óleo de coco
40ml de creme de coco*
100g de manteiga de cacau**, derretida
100ml de xarope de ágave  (ou outro adoçante)
1 pitada de sal
125g de framboesas frescas (+ p/ decorar)

Cobertura

25ml de óleo de coco, derretido
10ml de creme de coco*
1 c. (chá) de cacau em pó
2 c. (sopa) de xarope de ágave (a gosto)


Na véspera colocar os cajus numa taça e cobrir com água. O ideal será deixar de molho durante uma noite ou 6h no mínimo. Uns minutos antes de preparar a receita, escorrer muito bem os cajus.

BASE

Forrar a base e lateral de uma forma c/fundo amovível (aprox. 19cm) com papel vegetal. Num processador de alimentos, triturar grosseiramente as nozes, as tâmaras com o sal e o extracto de baunilha. Juntar um fio de óleo de coco e misturar bem até conseguir moldar. Espalhar a mistura no fundo da forma pressionando com a ajuda de um copo para alisar. Reservar no frigorífico.  (Thermomix – Bimby: Triturar uns segundos na vel.5 juntar o fio de óleo e triturar novamente uns segundos na vel.9, até conseguir moldar a mistura).

RECHEIO

Caso o óleo de coco esteja sólido, colocá-lo um pouco em banho-maria até ficar líquido. Derreter a manteiga de cacau em banho-maria.

No processador de alimentos (ou Thermomix - Bimby), colocar os cajus, o sumo de limão, as sementes da vagem de baunilha, o de óleo de coco, o crème de coco, a manteiga de cacau, o xarope de ágave e o sal. Triturar na velocidade máxima até obter um creme liso. Deitar aproximadamente metade do creme na forma, alisar e colocar no congelador  uns 5 minutos. Espalhar as framboesas por cima da 1ª camada,  cobrir com o restante crème e alisar  bem. Bater a forma na bancada para eliminar  bolhas de ar. Levar ao frigorífico uma noite.

COBERTURA

Misturar o óleo de coco com o creme de coco e o cacau numa taça até ficar homogéneo. Espalhar no topo do cheesecake e levar ao frigorífico para solidificar.

NOTAS

* Em alguns hipermercados existem umas garrafinhas ou latas de creme de coco, costumam estar na secção de alimentos indianos. Caso não encontrem podem usar a parte sólida de uma lata de leite de coco  refrigerada.

**Usei manteiga de cacau da BioSamara, podem encontrar em lojas de produtos naturais, em alguns hipermercados (Jumbo) ou encomendar aqui.
O xarope de ágave e o óleo de coco podem encontrar em lojas de produtos naturais ou nos hipermercados. Os frutos secos para a base podem ser nozes, amêndoas, avelãs, etc. As tâmaras são essenciais, servem para amaciar e adoçar. Podem usar o adoçante que preferirem, quanto às quantidades certas, o melhor será provar o creme e ajustar ao v/ gosto.  






Tarte de ruibarbo e pistácio

copy018

Finalmente chegou a altura de colher o ruibarbo da horta que tem crescido a olhos vistos. Mil e uma receitas turbilhavam na minha mente. Um dia penso numa depois no outro já me apetece outra coisa… Após longos momentos de reflexão e de inspiração lá acabei por me decidir por esta delícia da qual não me arrependo.

Esta tarte é pura tentação. É composta por uma base de massa areada que só por si já é deliciosa, recheada com um maravilhoso creme de amêndoa e pistácio e coberta por ruibarbo previamente escaldado num xarope de açúcar e rosa que lhe confere doçura e suavidade. A dupla de sabores é irresistível.

 

copy020

 

Tarte de ruibarbo e pistácio

Adaptada daqui

Base

  • 130g de farinha
  • 60g de manteiga
  • 30g de açúcar
  • 1 gema de ovo
  • 2 c. (sopa) de água
  • 1 pitada de sal

Ruibarbo

  • 350g de ruibarbo
  • 80g de açúcar
  • 80g de água
  • 1/2 (café) de essência de rosa ou baunilha

Creme de pistácio

  • 50g de amêndoa moída
  • 50g de pistácios (usei s/ pele)
  • 60g de açúcar
  • 1 ovo
  • 25g de manteiga derretida
  • 1 pitada de sal

 

MASSA AREADA

Thermomix- Bimby: Colocar todos os ingredientes no copo e misturar uns segundos na Vel. 4, até conseguir moldar uma bola. Se necessário adicionar mais farinha. Envolver em película aderente e reservar no frigorífico 15 a 30 minutos.

Tradicional: Num recipiente, misturar a farinha, o açúcar e o sal. Juntar a manteiga aos bocados, a gema, a baunilha e trabalhar manualmente até conseguir formar uma bola não pegajenta. (Se necessário, juntar mais farinha). Envolver em película aderente e reservar no frigorífico durante 15 a 30 minutos.

Estender a massa e forrar uma tarteira retangular (ou de Ø20) e reservar no frigorífico.

RUIBARBO

Lavar os talos de  ruibarbo (não precisar tirar a pele). Cortar vários troços da mesma largura da forma (o ideal será medir já com a forma forrada com a massa).  

Ferver a água com o açúcar e a essência. Mergulhar metade dos troços durante 3 minutos, retirá-los com uma escumadeira e colocar a escorrer num prato. Repetir a operação com os restantes troços. Deixar a calda ao lume para reduzir até cerca de 2/3 (para pincelar no fim).

CREME DE PISTÁCIO

Num processador, triturar os pistácios com a amêndoa moída e o açúcar. Juntar o ovo, a manteiga derretida e o sal e misturar bem até obter um crème homogéneo. (Thermomix – Bimby: Pulverizar os pistácios com a amêndoa e o açúcar. Juntar os restantes ingredientes e misturar na vel. 3/4).

MONTAGEM

Ligar o forno a 200ºC. Espalhar o creme na base, cobrir com os troços de ruibarbo em 2 camadas e reservar no frigorífico enquanto o forno aquece.  Levar ao forno a 180ºC cerca de 30 minutos. Ao retirar, pincelar com a calda. Reservar no frigorífico até servir.

NOTA: Caso use uma tarteira maior terá de fazer 1,5x estas quantidades.

 

copy032

copy035

copy062

copy069

Waffles de baunilha / Gaufres de Liège

copy031

 

Para estrear a máquina de waffles comecei com uma receita belga conhecida por gaufres de Liège. Estes waffles são tradicionalmente redondos (sem os cantos), têm como base um massa lêveda de baunilha (ou canela) e são envolvidos em pepitas de açúcar, que lhes confere uma textura crocante enquanto ainda quentes. O açúcar carameliza ligeiramente e o aroma que se espalha pela casa é maravilhoso. Servi-os simples mas ficam bem com qualquer compota, molho ou gelado. Perfeitos para acompanhar um café, para levar para a praia ou mesmo para o lanche das crianças.

 

copy042copy012copy022

 

Waffles de baunilha / Gaufres de Liège

 

Para 10 a 12 waffles:

  • 150ml de buttermilk* (leite + sumo de limão)
  • 2 ovos
  • 1 vagem de baunilha, raspada
  • 15g de fermento padeiro fresco (usei uma saqueta da Vahiné)
  • 400g de farinha
  • 1/2 c. de café de sal
  • 100g de manteiga
  • 125g de pepitas de açúcar**
  • Açúcar em pó para polvilhar (opcional)

 

*Buttermilk: Juntar 140ml de leite e uma colher de sopa de sumo de limão numa taça. Deixar repousar uns minutos até coalhar.

**Pepitas de açúcar: podem encontrar em lojas especializadas em produtos para pastelaria, ou no E. Leclerc. Caso não encontrem, podem comprar açúcar em cubinhos, meter dentro de um saco de plástico e bater na bancada ou triturar grosseiramente num robot de cozinha.

Máquina de fazer pão: Colocar na cuba o buttermilk, o fermento, os ovos e as sementes de baunilha. Espalhar a farinha por cima. Selecionar o programa “Massa”. Quando se formar uma bola, juntar o sal e a manteiga aos bocados e amassar até ficar bem integrada.

Thermomix - Bimby: Colocar no copo o buttermilk, o fermento, os ovos e as sementes de baunilha e programar 20seg/Vel 2. De seguida adicionar a farinha e  programar 6min/Vel espiga. Juntar o sal e a manteiga e programar 6min/Vel espiga .

Tradicional: Num recipiente, misturar o buttermilk, o fermento, os ovos e as sementes de baunilha. Espalhar a farinha por cima e misturar com uma colher de pau. Amassar bem manualmente até conseguir formar uma bola. Juntar o sal e a manteiga aos bocados e  amassar até ficar bem integrada e obter uma massa ligeiramente elástica. 

Envolver em película aderente e reservar 1 hora no frigorífico. Passado esse tempo, retirar a massa para a bancada polvilhada com farinha.  Juntar uma parte do açúcar granulado à massa e envolver. Dividir a massa em 12 bolinhas e distribuir o restante açúcar por cima de cada bola.  Colocar num tabuleiro à temperatura ambiente cerca de 30 minutos.

Ligar a máquina de waffles. Quando tiver quente, colocar uma bolinha no centro de cada compartimento.  Fechar a tampa e deixar uns 3 a 10 minutos, consoante a potência da máquina. Quando estiiverem dourados estão prontos. Repetir a operação até acabar a massa. Servir morno. Podem conservar-se por vários dias acondicionados num saco de plástico.

 

copy010copy019copy026copy037

Bolo de limão com sementes de papoila e creme de queijo

copy037

A semana passada foi especial, pois o aniversário da minha mãe quase coincide com o Dia da Mãe. Para comemorar pensei num bolo em tons de amarelo, com sabor a limão da horta  e a condizer com as rosas do jardim. É um bolo que facilmente agradará a todos já que é muito fresco e não é nada enjoativo. As sementes de papoila dão um toque muito especial, para mim é uma dupla inseparável.  Fica um bolo fofo e húmido por levar só claras, ainda assim optei por humedecê-lo com uma calda de limão. Ficou tão bom, mas tão bom que recebi logo uma encomenda para um aniversário de uma vizinha.

 

copy039copy023

 

Bolo de limão com sementes de papoila e creme de queijo

(Adaptado de um bolo da Linda Lomelino)

BOLO

  • 125g de manteiga, amolecida
  • 350g de farinha c/ fermento
  • 200g de açúcar
  • 2 c. (sopa) de sementes de papoila
  • 200ml de buttermilk (leite + sumo de limão)*
  • Raspa de 2 limões, biológicos
  • 4 claras de ovo
  • 1 c. (sopa) de sumo de limão

CALDA DE LIMÃO

  • 100g de açúcar
  • 80ml de água
  • 20ml de sumo de limão

CREME DE QUEIJO DE LIMÃO

  • 250g de manteiga s/ sal
  • 200g de creme de queijo
  • 300g de açúcar em pó
  • Raspa de 1 limão
  • Corante amarelo

 

  

BOLO

*Para o buttermilk, colocar 200ml de leite numa taça, juntar uma c. (sopa) de sumo de limão e deixar em repouso uns 10 minutos até coalhar.

Untar 2 formas de Ø16cm e forrá-la com papel vegetal.

Tradicional: Numa taça grande, bater  a manteiga até obter um creme fofo. Numa outra taça, misturar a farinha, o açúcar, as sementes de papoila. Juntar os ingredientes secos à manteiga e bater. Adicionar as raspas de limão, o buttermilk e e as claras e bater até ficar homogéneo.

Thermomix – Bimby: Colocar no copo a farinha, o açúcar e as sementes e misturar na vel.3. Juntar a manteiga e bater 1min/37ºC/vel.3. Adicionar  pelo bocal as raspas de limão, o buttermilk e e as claras e bater na vel. 3 até ficar homogéneo.

Dividir a massa pelas 2 formas e levar ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 25 a 30min., ou até o palito sair seco. Desenformar e deixar arrefecer completamente numa grelha.

 

CALDA

Levar tudo ao lume e deixar ferver 3 minutos. Reservar.

 

CREME DE QUEIJO DE LIMÃO

Tradicional: Bater a manteiga até ficar esbranquiçada e fofa. Juntar o queijo crème e as raspas de limão e bater novamente adicionando gradualmente pelo bocal o açúcar em pó. Caso esteja mole colocar no frigorífico uns minutos.

Thermomix-Bimby: Bater a manteiga 1min/vel.3. Juntar o queijo creme e bater novamente 1min/vel. 3 adicionando o açúcar em pó gradualmente pelo bocal. Caso esteja mole colocar no frigorífico uns minutos.

MONTAGEM

Caso necessário, cortar o topo de cada bolo de forma a obter uma face lisa. De seguida cortar cada bolo ao meio na horizontal. Colocar uma  metade no prato de serviço, pincelar com a calda de limão e por cima espalhar uma boa quantidade de creme. Repetir a operação até à última camada.

Colocar uma boa camada de creme no topo do bolo e alisar para as extremidades. Barrar as laterais e preencher as zonas entre camadas, alisar com uma espátula, de forma a obter as laterais lisas.  Nesta fase o bolo ficará com uma capa fina de creme.  Refrigerar meia hora para o bolo ficar firme e estável.

Reservar um pouco de creme numa taça, juntar o corante amarelo e misturar até ficar honogéneo.  Espalhar mais creme branco nas laterais e no topo e alisar bem com a espátula. Quando já estiver quase perfeito, espalhar creme amarelo na parte de baixo, à volta do bolo e alisar com a espátula previamente molhada em água quente (para um acabamento liso e perfeito) e bem seca. Limpar a espátula entre cada passagem.  Levar o bolo ao frigorífico durante uma noite ou pelo menos 6 a 8h.

 

copy050copy031copy035copy058