quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Savarin com chantilly e framboesas

copy032

O Savarin é uma especialidade francesa e para quem não conhece, trata-se de uma massa de brioche menos densa, embebida num xarope de rum, guarnecido com chantilly e fruta fresca. Já existe outra receita aqui no blog mas
esta é uma versão melhorada. Para quem não gosta de rum, pode sempre substituir por uma calda de laranja ou outro licor a gosto. Recomendo vivamente, é uma sobremesa que vou repetir muitas vezes, que só de pensar me dá água na boca. Imaginem um bolo fofo e esponjoso encharcado com um aroma delicioso. Conjugado com as framboesas e o chantilly é um pedaço de céu. Uma bela sugestão para a mesa de Natal.

010 cópia


Savarin com chantilly e framboesas

    Savarin (massa)
  • 130g de farinha
  • 1 c. (chá) de açúcar
  • 1/2 c. (café) de sal
  • 12 g de fermento fresco (padeiro)
  • 2 ovos
  • 50ml de leite
  • 50 g de manteiga (amolecida)
    Xarope
  • 500ml de água
  • 250g de açúcar
  • 6 c. (sopa) de rum
  • 1 vagem de baunilha
     Chantilly
  • 200ml de natas (bem frias)
  • 25g de açúcar em pó (icing sugar)
  • 1 c. (sopa) de açúcar baunilhado
  • Umas gotas de sumo de limão
      Decoração
  • 1 saqueta de cobertura brilhante para tartes (da Vahiné)
  • Framboesas e physalis (ou outras)



{Massa do Savarin}

Thermomix – Bimby: Colocar o leite no copo, juntar o fermento desfeito e misturar uns segundos na vel. 4. Juntar os ovos, o açúcar e a manteiga mole e misturar na vel 5 até ficar homogéneo. Adicionar a farinha e o sal e amassar 5 a 6 minutos na velocidade espiga. Por fim juntar a manteiga amolecida e amassar novamente até ficar bem integrada. Colocar a massa num recipiente, tapar com um pano e  deixar levedar 1h a 1h30. 
MFP: Colocar o leite na cuba com o fermento desfeito. Juntar os ovos, o açúcar, a farinha e por cima o sal. Selecionar o programa “amassar” ou “massa” da máquina. Ao fim de 5 minutos juntar a manteiga amolecida e continuar o programa até ao fim (ficará a levedar dentro da cuba cerca de 1h a 1h30). 
Tradicional: Dissolver o fermento no leite morno. Num recipiente colocar a farinha misturada com o sal e no meio colocar os ovos, o açúcar e o leite com o fermento. Amassar com as mãos durante uns 6 minutos. Por fim juntar a manteiga amolecida e amassar até ficar integrada. Obterá uma massa muito mole. Colocar um pano por cima e deixar levedar 1h a 1h30.

{Xarope}
Entretanto preparar o xarope. Num tacho colocar a água, o açúcar e as sementes de baunilha raspadas e leve ao lume cerca de 3 minutos (após fervura) até obter um xarope. Retirar do lume e juntar o rum.
Quando a massa tiver dobrado de volume, colocá-la numa forma de buraco untada com manteiga, tendo em conta que a massa terá de ficar até meio da forma porque irá crescer cerca do dobro. Colocar no forno pré-aquecido a 180ºC,  cerca de 30 minutos.  Deixar arrefecer 5 minutos antes de desenformar. Colocar novamente dentro da forma ainda quente e regar com o xarope várias vezes para o brioche ficar totalmente embebido. Deixar repousar várias horas (uma noite é o ideal) e desenformar num prato. Pincelar com o preparado de cobertura brilhante da Vahiné.
Bater as natas bem frias com as gotas de limão durante cerca de 1 minuto e juntar o açúcar em pó e o açúcar baunilhado. Bater até ficarem firmes. Colocar fruta e o chantilly no centro do savarin e decorar com fruta fresca.

026 cópia047 cópia
copia062

8 comentários :

  1. Uau!!! Que tentação! Ficou com aspecto divino! Fantástico savarin! Adorei!
    Muito obrigada, querida Patrícia, pela receita e pelas fotos maravilhosas!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá Patrícia!
    Parece ser um bolo delicioso! Perfeito para abrilhantar uma mesa de Natal! Adorei o formato da forma...
    Fotos lindas como sempre nos habituaste!
    um beijinho

    ResponderEliminar
  3. Oi Patrícia, receita maravilhosa, anotada por aqui! É de dar água na boca mesmo...
    Beijos.

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde Patrícia, que aspeto! Só tenho a dizer que realmente os "olhos comem". Não duvido que seja realmente delicioso, mas podia ser a pior coisa do mundo que só essas fotos dão água na boca. Adoro escolher um receita, pela imagem gulosa que ela transmite e pela "história" que a acompanha. E a Patrícia tem o dom de tirar fotos sublimes e de descrever a receita de forma tão convidativa que a única possível hipótese é sempre provar, ou querer replicar a receita. Muitos parabéns! Continue por favor a inspirar-nos!
    Vera Pereira

    ResponderEliminar
  5. Adorei esta sugestão. Não conhecia, mas sendo massa tipo brioche é sempre muito bem vinda, pois adoramos :)
    Está com um aspecto fabuloso! :)

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  6. Patrícia, tu fazes coisas tão lindas e boas, é quase um pecado por cá passar!
    Adorei como sempre a receita e as fotos, sempre amorosas.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  7. Tem muito bom aspecto e deve ser delicioso. No entanto este ano teremos na mesa de Natal uma Galette de Rois, que já vem sendo pedida há algum tempo :)

    ResponderEliminar
  8. Que lindo Patricia! Adorei este Savarin que desconhecia de todo. Deve ser mesmo um bolo delicioso, só pela tua descrição deixa adivinhar isso mesmo. Perfeito para brilhar em qualquer mesa de consoada. Obrigado por mais esta deliciosa sugestão. :)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita...
Comentários, dúvidas ou sugestões são sempre bem vindos!