Crema catalana e tartelete catalana

Crema catalana é uma sobremesa espanhola parecida com o crème brûlée. A diferença é que a primeira não vai ao forno. Trago-vos a minha versão, muito cremosa e com uma camada crocante de caramelo. Como tinha um resto de massa da tarte anterior, aproveitei para fazer também uma tarteletes com este delicioso creme. Ficam lindas depois de queimadas e ficam muito gulosas.

 

Crema catalana e tartelete catalana

Para 4 pessoas ou 8 tarteletes:

Massa areada

  • 120g de farinha
  • 80g de açúcar
  • 1 pitada de sal
  • 1 ovo
  • 70g de manteiga
  • 1 c. (chá) de pasta de baunilha (ou extracto)

Crema catalana

  • 500ml de leite
  • 100ml de natas
  • 3 gemas
  • 90g de açúcar
  • 45g de amido de milho (Maizena)
  • Raspas de 1 limão
  • 1 c. (chá) de sumo de limão
  • 1 pitada de canela
  • 1 c. (chá) de pasta de baunilha (ou meia vagem)

 

Massa areada

Thermomix- Bimby: Pulverizar o açúcar uns segundos na vel. 9. Colocar os restantes ingredientes no copo e misturar uns segundos na Vel. 4, até conseguir moldar uma bola. Se necessário adicionar mais farinha. Envolver em película aderente e reservar no frigorífico 15 min.

Tradicional: Num recipiente, misturar a farinha, o açúcar e o sal. Juntar a manteiga aos bocados, o ovo, a baunilha e trabalhar manualmente até conseguir formar uma bola não pegajenta. (Se necessário, juntar mais farinha). Envolver em película aderente e reservar no frigorífico durante 15 min.

Estender a massa e forrar umas formas de tarteletes. Colocar papel vegetal na base e uns feijões por cima e levar ao forno pré-aquecido uns 15 minutos (até ficar ligeiramente dourada). Deixar arrefecer.

Crema catalana

Thermomix-Bimby: No copo da Bimby, colocar o leite e os restantes ingredientes. Programar 8Min/90º/vel.4.

Tradicional: Levar ao lume o leite, as natas, a canela, a baunilha e as raspas de limão até começar a ferver. Entretanto, numa tigela bater as gemas com o açúcar até esbranquiçarem, juntar a maizena e misturar com um fouet. Juntar o leite quente ao creme de ovos mexendo vigorosamente, sem parar com um fouet e levar novamente a lume brando para engrossar.

Distribuir o creme em taças ou nas tarteletes e deixe arrefecer. Antes de servir, polvilhar com açúcar e queimar com um maçarico ou com um queimador.

 

Tarte de clementina merengada

O fim de semana pedia uma sobremesa com fruta da época. Com tantas clementinas bem doces para gastar, apetecia-me uma tarte merengada, recheada com curd de clementina. Baseei-me na receita da tarte de curd de maracujá que é igualmente uma tentação. É uma receita bem rápida, só a base de massa areada é que vai ao forno. A tarte é ótima, mais doce e aromática que a tradicional tarte de limão e com o merengue não há como resistir. Deixo também como sugestão o bolo de clementina invertido.

Tarte de clementina merengada

Massa areada

  • 120g de farinha
  • 80g de açúcar
  • 1 pitada de sal
  • 1 ovo
  • 70g de manteiga
  • 1 c. (chá) de pasta de baunilha (ou extracto)

Curd de clementina

  • 1 ovo + 4 gemas
  • 170g a 200g de açúcar (conforme a doçura da fruta)
  • 40g de amido de milho (Maizena)
  • 1 c. (sopa) de raspa de clementina e de limão
  • 115 ml de sumo de clementina (biológicas)
  • 1 c. (chá) de pasta de baunilha ou extracto
  • 2 c. (sopa) de manteiga

Merengue

  • 4 claras (à temperatura ambiente)
  • 100g de açúcar
  • 1 c. (Chá) de sumo de limão

 

Massa areada

Thermomix- Bimby: Pulverizar o açúcar uns segundos na vel. 9. Colocar os restantes ingredientes no copo e misturar uns segundos na Vel. 4, até conseguir moldar uma bola. Se necessário adicionar mais farinha. Envolver em película aderente e reservar no frigorífico 15 min.

Tradicional: Num recipiente, misturar a farinha, o açúcar e o sal. Juntar a manteiga aos bocados, o ovo, a baunilha e trabalhar manualmente até conseguir formar uma bola não pegajenta. (Se necessário, juntar mais farinha). Envolver em película aderente e reservar no frigorífico durante 15 min.

Estender a massa e forrar uma tarteira. Colocar papel vegetal na base e uns feijões por cima e levar ao forno pré-aquecido uns 15 minutos (até ficar ligeiramente dourada). Deixar arrefecer.

Curd de clementina

Thermomix-Bimby: Colocar no copo todos os ingredientes e misturar 20 seg /Vel 4. Programar 8min/90º/Vel 3. Deixar arrefecer um pouco e espalhar pela base da tarte, alisando. Colocar a tarte no frogorífico.

Tradicional: Num tacho de fundo espesso, bater as gemas + ovo com o açúcar até obter uma mistura homogénea. Juntar o sumo e as raspas, a baunilha, a manteiga e o amido de milho e levar a lume médio-baixo, mexendo sempre com um fouet, até engrossar. Deixar arrefecer  um pouco e espalhar pela base da tarte, alisando. Colocar a tarte no frigorífico.

Merengue

Thermomix-Bimby: Colocar a borboleta no copo e juntar as claras, o sumo de liumão. Programar 6 min./vel.3. Quando formar uma espuma, junte metade do açúcar pelo bocal, quando ficar mais firme juntar o restante açúcar. Bater até obter um merengue firme.

Tradicional: Numa tigela em vidro ou inox, colocar as claras e sumo de limão. Com a batedeira bater até formar picos moles, juntar metade do  açúcar e continuar a bater. Assim que formar picos mais firmes, juntar o restante açúcar e bater cerca de 5 minutos até obter um merengue firme.

Com a ajuda de um saco pasteleiro espalhar o merengue por cima da tarte e queimar com um maçarico. Caso não tenha maçarico, levar ao forno 5 minutos com o grill ligado até ficar dourado.

Petits pots de crème de chocolate e avelã {com leite de avelã}

Gosto de experimentar leites vegetais diferentes, são muito saudáveis e nutritivos. Por vezes bebo o de arroz e coco, outras o de amêndoa e desta vez comprei o de avelã e fiquei rendida… O leite por si só já é doce, cremoso e delicioso e achei que ficaria ótimo combinado com chocolate.  Juntei os dois e o agar agar fez a magia. Usei chocolate preto belga mas pode ser de leite para quem prefere menos forte. É mimo saudável para ter sempre à mão, sobretudo quando não temos tempo para preparar uma sobremesa.

Petits pots de crème de chocolate e avelã {com leite de avelã}

 

  • 600ml de leite de avelã (Bio)
  • 2 c. (sopa) de açúcar amarelo (usei frutose)
  • 150g de chocolate preto de degustação (pode ser chocolate de leite)
  • 2 g de agar agar (usei 1 saqueta da Vahiné)
  • 1 c. (café) de pasta de baunilha ou meia vagem raspada
  • Chantilly p/ servir (opcional)

 

Thermomix-Bimby:

Colocar o leite, o açúcar, a baunilha e o agar agar no copo e misturar na vel. 3. Colocar na vel.2, temp. 100ºC e quando atingir os 100ºC, programar 2 minutos/100º/vel.2. Juntar o chocolate partido pelo bocal, esperar uns instantes e misturar na vel. 4 durante uns segundos. Distribuir em taças e deixar arrefecer. Levar ao frigorífico.

Tradicional:

Colocar o leite, o açúcar, a baunilha e o agar agar num tacho ao lume e misturar com uma vara de arames. Quando o leite começar a ferver, deixar mais 2 minutos em lume brando. Juntar o chocolate partido, esperar uns instantes e misturar vigorosamente com um fouet. Distribuir em taças e deixar arrefecer. Levar ao frigorífico.

 

Dulce de leche rice pudding

Se há um doce que me apetece sempre é sem dúvida o arroz doce. Gosto de experimentar novas receitas e fazer alterações até conseguir a textura perfeita, de preferência bem cremoso. Uma coisa muito importante para ficar perfeito é o tipo de arroz. Só uso arroz para sobremesa, daquele mais redondinho que faz toda a diferença. Ainda só existe uma marca no mercado e costuma estar na secção de sobremesas  nos hipermercados. Hoje trago uma versão que irei repetir muitas vezes. O melhor de sempre. Decadente. De uma cremosidade indescritível e com um sabor intenso a baunilha e caramelo. Fiquei completamente rendida.

Dulce de leche rice pudding

Adaptada daqui

  • 1 litro de leite
  • 160g de arroz p/ sobremesa (usei Novarroz)
  • 1 vagem de baunilha
  • 1 ovo
  • 150g de doce de leite
  • 100ml de natas
  • 30g de açúcar amarelo (a gosto)
  • 1 c. (café) de sal

 

Thermomix-Bimby:

Escaldar o arroz numa tigela com água a ferver durante 4 minutos e depois escorrer bem. Numa taça misturar bem o doce de leite com as natas. Colocar no copo o leite, o sal e a vagem de baunilha aberta com as sementes raspadas e programar 10Min/90º/vel C.Inv. Quando o leite atingir os 90º, juntar o arroz e programar 15min/90º/Vel 1 inv. Juntar o doce de leite + natas e o açúcar e  envolver com a espátula (provar e acrescentar mais açúcar se necessário). De seguida programar mais 40min/90º/Vel 1,5 Inv. Quando terminar, retirar a vagem, deixar arrefecer uns 5 minutos e juntar o ovo batido, mexendo vigorosamente com a espátula.

Tradicional:

Escaldar o arroz numa tigela com água a ferver durante 4 minutos e depois escorrer bem. Numa taça misturar bem o doce de leite com as natas. Colocar numa panela o leite, o sal e a vagem de baunilha aberta com as sementes raspadas e levar ao lume. Quando começar a ferver juntar o arroz e cozinhar em lume brando durante 15min., mexendo de vez em quando. Passado esse tempo, juntar o doce de leite + natas e o açúcar e  envolver bem com uma espátula (provar e acrescentar mais açúcar se necessário). Cozinhar cerca de 40 minutos, mexendo de vez em quando até ficar bem cremoso. Quando terminar, retirar a vagem, deixar arrefecer uns 5 minutos e juntar o ovo batido, mexendo vigorosamente com a espátula.