Bolo fondant de coco com curd de manga

Tudo começou com duas mangas que estavam super maduras… Depois de todos os Curds que já experimentei, faltava o de manga. E para acompanhar, a primeira coisa que me surgiu em mente foi um bolo de coco, bem molhado. Aqui está o resultado, um bolo maravilhoso, fondant, húmido, macio que conjugado com o creme de manga, é de bradar aos céus!

 

Bolo fondant de coco com curd de manga

    Bolo de coco (Adaptado deste blog)

  • 185g de farinha c/ fermento
  • 50g de coco ralado (+ para polvilhar)
  • 180g de açúcar
  • 200ml de leite de coco
  • 50ml de leite
  • 2 ovos
  • 125g de manteiga derretida
  • 2 gotas de essência de coco

    Curd de manga

  • 2 mangas maduras, peladas e descaroçadas (450g)
  • 120g de açúcar
  • Sumo de 1 limão
  • 80g de manteiga
  • 40ml de natas
  • 15g (1 c.s. rasa) de amido de milho
  • 2 ovos + 2 gemas
  • 1 c. (sopa) de açúcar baunilhado

 

Curd de manga

TMX-Bimby: Colocar no copo todos os ingredientes e misturar 20 seg /Vel 5-7-9. Programar 9min/90º/Vel 4. No final, processar uns segundos na velocidade 7 e 9. Retirar, deixar arrefecer e reservar no frigorífico até usar.

Tradicional: Triturar as mangas com o sumo de limão. Numa tigela refractária, bater os ovos com os açúcares e o amido de milho até obter uma mistura homogénea. Juntar o puré de manga e as natas e levar a lume médio, em banho-maria, mexendo sempre até ferver e espessar um pouco. Juntar a manteiga e mexer bem e retirar do lume. De seguida colocar no liquidificador ou passar a varinha mágica de forma a obter um creme liso. Deixe arrefecer e coloque no frigorífico até usar.

Bolo de coco

Untar uma forma de 22cm e polvilhar com farinha (excepto se for de silicone)

TMX-Bimby: Colocar todos os ingredientes no copo e misturar na Vel. 3-4, até obter um creme homogéneo.

Tradicional: Misturar todos os ingredientes sólidos. Juntar os leites, os ovos e a manteiga derretida e misturar tudo até obter um creme homogéneo.

Colocar a massa na forma e levar ao forno, a 180ºC, durante 30 minutos. Deixar arrefecer completamente. Cortar o bolo ao meio, rechear com o creme de manga e cobrir com a outra metade. Barrar o bolo com o creme e polvilhar com coco ralado. Colocar umas horas no frigorífico antes de servir.

 

 

 

 

Iogurte de aveia, mel e canela

Adoro aveia. Ultimamente tem sido muito usada cá em casa, volta e meia há papas de aveia ou creme de aveia, aromatizada de vários sabores, é mesmo viciante. Costumo comprar aveia integral biológica para obter todos os benefícios da mesma, que são imensos.

Hoje trago-vos um iogurte, bem nutritivo para estes dias frios. Podem também misturar com fruta se preferirem. A combinação é ótima, obtém-se um iogurte compacto com uma textura cremosa e ao mesmo tempo granulosa.

Iogurte de aveia, mel e canela

Para 7 a 8 un.

  • 1l de leite meio-gordo (fresco tipo Vigor)
  • 2 c. (sopa) de leite em pó
  • 1 copo (iogurte) de flocos de aveia integral, biológica
  • 40g de açúcar amarelo
  • 50g de mel biológico
  • 1 iogurte natural
  • 1 pitada de canela

TMX-Bimby: No copo colocar o leite, a aveia, o leite em pó, o mel, a canela e o açúcar e misturar na 15seg/vel 4. Programar 12min/90º/vel.3. Misturar 15 seg/Vel. 9. Deixar arrefecer. Quando estiver morno, juntar o iogurte e misturar novamente uns segundos na vel. 3.

Tradicional: Num tacho, colocar o leite, a aveia, o leite em pó, o mel, a canela e o açúcar e misturar com um fouet até ficar bem dissolvido. Levar ao lume até levantar fervura e cozinhar uns 15 minutos até a aveia ficar cozida. Triturar com a varinha mágica até obter a textura que preferir. Deixar arrefecer e quando estiver morno, juntar o iogurte e misturar com o fouet até ficar bem integrado.

Distribuir pelos copos e levar à iogurteira cerca de 10 horas. No final do tempo colocar as tampas e reservar no frigorífico pelo menos 4 horas antes de consumir. Caso não tenha iogurteira, deverá abafar bem os copos com uma manta polar, dentro do forno previamente aquecido a 50ºC, cerca de 12 horas.

 

 

 

 

Bolo tigre (com claras)

Inicialmente seria um bolo zebra mas parece-me mais o padrão tigre pelo tom dourado. Como já devem ter reparado não me canso de experimentar novas versões e desta vez trago-vos esta, ideal para aproveitar as claras acumuladas. Este bolo fica com um textura húmida, suave e esponjosa, dá a sensação que derrete na boca. Se optarem por fazer com óleo vegetal, podem usar um azeite virgem suave ou um óleo extra virgem de palma, pistácio ou de coco que além de delicioso é bem mais saudável.

Bolo tigre (com claras)

Adaptado deste site

  • 400ml de claras (10 a 12 claras)
  • 150g de açúcar
  • 180g de farinha c/ fermento
  • 120ml de óleo vegetal, azeite (ou manteiga derretida)
  • 1 c. (chá) de sumo de limão
  • 1 c. (sopa) de açúcar baunilhado
  • 2 c. (sopa) de cacau em pó

Untar uma forma de buraco e polvilhar com farinha (excepto se for de silicone). Peneirar a farinha. Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Thermomix – Bimby: Pulverizar o açúcar 15seg/vel 9, retirar e reservar. Colocar a borboleta, juntar as claras, o sal e o sumo de limão e programe 3 min/vel.4 e incorpore pelo bocal da tampa, uma colher de cada vez, os açúcares. Deixar as claras batidas numa taça grande e adicione pouco a pouco a farinha peneirada, envolvendo delicadamente com uma espátula, até ficar homogéneo. Juntar o óleo (ou manteiga derretida) e misturar bem até ficar bem incorporado.

Tradicional: Numa taça grande, bater as claras com o sal e sumo de limão. Quando formar espuma, juntar o açúcares, uma colher de sopa de cada vez, e continuar a bater na velocidade máxima até formar picos, cerca de 4 minutos. Adicionar pouco a pouco a farinha peneirada, envolvendo delicadamente com uma espátula, até ficar homogéneo. Juntar o óleo (ou manteiga derretida) e misturar até ficar bem incorporado.

Separar metade da massa, juntar o cacau e misturar bem. Com a ajuda de duas colheres tipo concha (usei dois jarrinhos medida e fiz anéis mais largos), colocar uma colher de massa de baunilha numa zona da forma e logo de seguida uma colher de massa de cacau no centro da primeira. Proceder desta forma até finalizar as massas. Levar ao forno, cerca de 40 minutos a 180ºC.

Nota: Se usar forma de silicone, tenha o cuidado de a colocar em cima da grelha que irá ao forno, antes de despejar a massa.

 

 

 

 

 

Pudim de pão de baunilha e rum com passas ::: Bread pudding

Este pudim esteve presente na minha mesa de Natal e foi muito apreciado. Uma sugestão bem simples e muito boa para aproveitarem as sobras de pão. Podem utilizar qualquer tipo de pão ou até restos de brioche que ainda fica melhor. É uma receita de família que a minha irmã fazia quando eu era pequena. A baunilha Bourbon, o rum e as passas conferem-lhe um sabor bem exótico.

Pudim de pão de baunilha e rum com passas

    Pudim

  • 1 litro de leite
  • Pão duro (4 ou 5 carcaças ou bolinhas)
  • 4 ovos
  • 170g de açúcar
  • 1 vagem de baunilha
  • 1 tacinha de passas
  • 2 ou 3 c. (sopa) de rum

    Caramelo

  • 150g de açúcar
  • Sumo de 1/2 limão
  • 1 c.(sopa) de água

 

Colocar as passas numa taça de molho em água a ferver e juntar um pouco de rum. (Costumo preparar um chá de baunilha para demolhar as passas e acrescento rum). Após 15 a 20 minutos escorrer bem e reservar.

Untar um pirex com manteiga. Colocar o açúcar, o sumo de limão e a água num tachinho ao lume, sem mexer até atingir o ponto caramelo dourado. Deitar o caramelo quente na forma e espalhar por toda a superfície.

Thermomix-Bimby: Colocar o leite no copo, com o a vagem de baunilha aberta e raspada. Programar 9 minutos/90ºC/vel 2. Despejar o leite quente numa taça grande e juntar o pão aos bocados. Aguardar uns minutos até o pão absorver todo o leite. Retirar a vagem e colocar a mistura no copo e misturar na vel. 4-5 até ficar completamente triturado. Juntar os ovos e o açúcar e misturar novamente na vel. 4. Por fim juntar o rum e as passas e misturar na vel. 3/colher inversa.

Tradicional: Ferver o leite com a vagem de baunilha aberta e raspada. Colocar o leite numa taça e juntar o pão aos bocados. Aguardar uns minutos até o pão absorver todo o leite. Retirar a vagem, colocar a mistura no liquidificador ou robot e misturar até ficar completamente triturado. Juntar os ovos e o açúcar e misturar até ficar homogéneo. Por fim juntar o rum e as passas e misturar novamente.

Despejar para o pirex e levar ao forno cerca de 1h a 180ºC. Desenformar ainda quente, ao fim de 10 minutos.

 

 

Bolo de chocolate, avelã e tonka

Para este fim de semana escolhi um bolo simples. Chocolate e avelã formam uma dupla à qual não resisto. Como leva muito pouca farinha, fica um bolo húmido, macio, com um aroma delicioso e uma leve nota de tonka. Foi servido com café da Nespresso aromatizado com avelã. Divino!

Aproveito para vos informar que o Coco & Baunilha encontra-se a concurso para os Blogs do Ano 2012, na categoria Culinária/Gastronomia, uma iniciativa da Aventar. Deixo-vos aqui o link para votarem e agradeço desde já os vossos votos.

http://aventar.eu/blogs-do-ano-2012/blogs-do-ano-2012-votacoes-1a-fase-14/

Bolo de chocolate, avelã e tonka

   

  • 150g de chocolate negro
  • 150g de manteiga
  • 5 ovos
  • 150g de açúcar amarelo
  • 120g de avelãs moídas
  • 1 c. (sopa) de farinha s/ fermento
  • 1 c. (sopa) de açúcar aromatizado com baunilha e tonka*
  • Amêndoa laminada e açúcar em pó p/ polvilhar

*Ou pode simplesmente raspar um pouco de fava tonka

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar uma forma de 22cm e polvilhá-la com farinha. Derreter a chocolate com a manteiga em lume brando e deixar arrefecer.

Thermomix-Bimby: Pulverizar a avelã uns segundos na vel.10, retirar e limpar o copo. Com a borboleta no copo, bater os ovos com os açúcares, 5min/37º/vel 3. Programar mais 5min/vel 3. Com a vel 3 ligada, deitar o chocolate e a manteiga derretidos pelo bocal. De seguida juntar as avelãs moídas e a farinha peneirada. Misturar 20 seg/vel 3.

Tradicional: Bater as claras em castelo. Bater as gemas com o açúcar durante 5 minutos. Juntar o chocolate derretido e misturar bem. Depois juntar as avelãs moídas e a farinha peneirada e misturar até ficar bem integrado. Por fim envolver as claras delicadamente.

Despejar na forma, espalhar amêndoa laminada por cima e levar ao forno cerca de 35min. Testar com o palito. O bolo fica meio húmido. Polvilhar com açúcar em pó.

 

 

 

Croissants (brioche)

Os pequenos almoços no Inverno pedem algo reconfortante, principalmente ao fim de semana. O pequeno almoço é a refeição que mais me dá prazer, talvez por ser daquelas pessoas matutinas que adoram acordar cedo para aproveitar bem o dia. Nada melhor que comer um croissant com manteiga e geleia caseira, acompanhado de um café bem quente. Optei por fazer croissants tipo brioche mas da próxima vez vou experimentar com massa folhada caseira.

 

Croissants (brioche)

  • 250g de farinha T65
  • 250g de farinha T55
  • 1/2 c. (chá) de sal
  • 1 c. (sopa) de açúcar baunilhado
  • 125g de açúcar
  • 1 ovo
  • 180ml de leite morno
  • 75g de manteiga, à temperatura ambiente
  • 15g de fermento
  • 1 gema de ovo p/ pincelar

 

Máquina de fazer pão: Colocar na cuba, o leite morno com o fermento desfeito, ovo batido, os açúcares. Espalhar a farinha e o sal por cima. Selecionar o programa “Massa”. Quando se formar uma bola, juntar a manteiga aos bocados e deixar amassar até ao final do programa. Deixar levedar 2h dentro da cuba.

Tradicional: Colocar num recipiente, o leite morno com o fermento desfeito, ovo batido, os açúcares. Espalhar a farinha e o sal por cima. Misturar com uma colher de pau e amassar bem manualmente, até conseguir formar uma bola. Juntar a manteiga aos poucos e amassar até ficar completamente integrada e obter uma bola lisa (não pegajenta). Deixar a massa levedar 2h tapada, num local abrigado.

Thermomix-Bimby: Colocar no copo o leite, os açúcares e programe 1min/37º/Vel 2. Junte o ovo, o fermento e programe 10 seg/ Vel 2. De seguida adicione a farinha, o sal e programe 4min/Vel espiga. Juntar a manteiga e programar 4 min/Vel espiga (Se necessário juntar mais um pouco de farinha). Formar uma bola e reservar num recipiente tapado cerca de 2h.

Colocar a massa na bancada, amassar um pouco de forma a retirar-lhe o ar, estender um retângulo grande. Com um cortador de pizza, cortar em triângulos. Enrolar cada triângulo, partindo da base e colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal. Deixar levedar novamente 40min. Pincelar com gema de ovo. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 15 a 20 min. ou até ficarem dourados.

 

 

 

Galette des Rois

Nunca gostei de frutas cristalizadas e para mim o verdadeiro bolo-rei é o tradicional francês, Galette des Rois. Além de ser delicioso, lembra-me os momentos na minha infância, em que cortava várias fatias e espreitava em cada uma,  à procura do tão cobiçado brinde, sem que ninguém se apercebesse… é claro.

Esta versão é verdadeiramente irresistível. O recheio é composto por uma mistura de creme de amêndoa (frangipane) e creme pasteleiro aromatizado com baunilha e fava tonka. O aroma de amêndoa com estas duas especiarias juntas é maravilhoso.

 

Galette des Rois

Adaptada deste site

  • 2 bases de massa folhada
  • 1 gema de ovo p/ pincelar

    Creme pasteleiro

  • 1/4 l de leite
  • 50g de açúcar
  • 1 c.(sopa) de açúcar aromatizado com baunilha bourbon e fava tonka*
  • 3 gemas de ovo
  • 10g de farinha
  • 10g de Maizena

    Creme de amêndoa ou frangipane

  • 125g de amêndoa moída
  • 125g de manteiga, à temperatura ambiente
  • 125g de açúcar em pó
  • 2 ovos
  • 1 c. (sopa) de rum
  • 20g de Maizena
  • 3 gotas de extracto de amêndoa

 

* Pulverizei, na Bimby, açúcar com vagens de baunilha secas e uma fava tonka. Caso não tenha, pode usar metade de uma vagem de baunilha raspada ou açúcar baunilhado normal ou ainda extracto.

Creme pasteleiro

Thermomix-Bimby: No copo da Bimby, colocar o leite e os restantes ingredientes. Programar 7 min./temp.90º/vel.4. Colocar o creme num recipiente e cobrir com película aderente de forma a que esta fique colada ao creme. Reservar e deixar arrefecer.

Tradicional: Ferver o leite com o açúcar aromatizado ou com meia vagem de baunilha aberta e raspada. Num recipiente e com um fouet, bater as gemas com o açúcar e as farinhas peneiradas. Incorporar 1/3 do leite fervido misturando rapidamente e juntar o restante leite. Levar ao lume até engrossar, mexendo sempre. Colocar o creme num recipiente e cobrir com película aderente de forma a que esta fique colada ao creme. Reservar e deixar arrefecer.

Creme de amêndoa

Thermomix-Bimby: Colocar a manteiga no copo, juntar a amêndoa moída, o açúcar e a Maizena e misturar na vel. 3-4 até ficar homogéneo. Juntar os ovos, um a um e misturar na vel. 3 – 4, até ficarem bem integrados. Por fim juntar o rum e o extracto de amêndoa e misturar novamente. Reservar.

Tradicional: Num recipiente, com a batedeira, misturar a manteiga, a amêndoa moída, o açúcar e a Maizena peneirada até obter um creme homogéneo. Juntar os ovos, um a um e misturar bem entre cada adição. Juntar o rum e o extracto e misturar novamente. Reservar.

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Forrar uma tarteira de 25cm, com uma base de massa folhada, tendo o cuidado de deixar uma margem de 2cm nas extremidades. Entretanto misturar o creme de amêndoa com o creme pasteleiro até ficar homogéneo e espalhar bem este creme no fundo da tarteira. Pincelar as extremidades da massa com gema de ovo batida. Colocar a outra base de massa folhada por cima. Dobrar e apertar as extremidades de forma a selar bem. Fazer uns efeitos com as costas de uma faca ou tendo o cuidado de não perfurar a massa. Pincelar toda a tarte com gema de ovo e levar ao forno durante 30 minutos ou até ficar dourada. Polvilhar com açúcar em pó.