segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Pavlova banoffee

Com este post me despeço de 2013, desejando a todos os meus queridos leitores um bom ano novo, cheio de saúde, alegria, com muito amor à mistura e força para ultrapassar os obstáculos. Aproveitem cada dia ao máximo e façam aquilo que mais vos dá prazer. Agradeço pelo carinho que sempre demonstram, é muito recompensador e só me dá vontade de continuar mais e mais. Este blogue tem me dado muita coisa boa.

Para o fim do ano escolhi esta sobremesa, baseei-me em duas receitas do blog que adoro, o bolo banoffee e a pavlova que têm sido um sucesso e são uma tentação. Esta pavlova tem tudo de bom. De baunilha, recheada com doce de leite, banana e chantilly.

 

Pavlova banoffee

   Merengue

  • 4 claras de ovo
  • 150g de açúcar
  • 1 c. (chá) de vinagre
  • 2 c. (chá) de maizena
  • 1 c. (sob.) de pasta de baunilha (ou extracto)

    Cobertura

  • 1 a 2 bananas da Madeira
  • 200g de doce de leite
  • 200ml de natas, com 30% de m.g.
  • 2 c. (sopa) de açúcar em pó
  • Sumo de limão
  • Cacau p/ polvilhar
  • Raspas de chocolate

     

Pré-aquecer o forno a 150ºC. Forrar um tabuleiro com papel vegetal e desenhar 1 círculo de 19cm de diâmetro no verso do papel.

Merengue

TMX-Bimby:

Com o copo bem seco, colocar o açúcar e pulverizar 15 seg/vel 9. Retire e reserve. Colocar a borboleta e bater as claras 3 min/vel 4 sem o copo medida. Se ainda não estiverem muito firmes bata mais 30 seg. à mesma velocidade. Com a Bimby em funcionamento na vel. 3 adicione pelo bocal o açúcar aos poucos, o vinagre e o extracto ou pasta de baunilha. Por fim a maizena e bater mais uns segundos.

Tradicional:

Bater as claras e quando começar a formar picos suaves nas varas, juntar o açúcar aos poucos. Quando estiverem firmes,  juntar a pasta ou extracto, o vinagre e bater um pouco. Por fim envolver a maizena, delicadamente.

Montagem

Espalhar o merengue no papel, de forma a obter um círculo. Com uma espátula formar uma ligeira cova no meio deixando os bordos mais altos. Colocar no forno inicialmente a 140ºC e passado 15 minutos reduzir para 120ºC durante cerca de 1h30. Deixar arrefecer completamente no forno com a porta entreaberta. (Se verificar que começa a escurecer, baixar um pouco a temperatura).

Montagem:

Colocar a base do suspiro num prato. Caso necessário, diluir o doce de leite com um pouco de natas em lume brando, para que fique mais fluído. Espalhar metade do doce de leite na cavidade do suspiro, colocar rodelas de banana, previamente passadas por sumo de limão (para não escurecerem). Espalhar o restante doce de leite por cima. Bater as natas (bem frias) com umas gotas de limão. Juntar o açúcar e continuar a bater até ficarem bem firmes. Espalhar as natas no topo da pavlova, formando picos. Espalhar umas rodelas de banana e polvilhar com cacau e raspas de chocolate.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Bolo mágico de chocolate

Para combinar com a magia do Natal trago-vos este maravilhoso bolo mágico que já tinha experimentado antes, mas nesta versão de baunilha e limão. Desta vez de chocolate, baunilha e com um travo subtil de café. Será de certeza um sucesso aí em casa. Preparei de véspera e garanto-vos que nos dias seguintes é pura delícia. Fica com 3 camadas distintas e deliciosas, uma camada bolo-mousse por cima, seguida de uma camada cremosa de chocolate e por fim outra mais densa. Acho que as fotos falam por si :)

Desejo a todos os que estão aí desse lado um Natal doce, quentinho e cheio de amor.

Bolo mágico de chocolate

 

  • 4 ovos
  • 125g de manteiga c/ sal, derretida
  • 600ml de leite, morno
  • 40g de cacau
  • 115g de farinha
  • 200g de açúcar
  • 30ml de café expresso, morno
  • 1 c. (chá) de pasta de baunilha ou 1 vagem de baunilha raspada
  • 1/2 c. (café) de sal
  • umas gotas de vinagre
  • Açúcar em pó p/ polvilhar

 

Untar com manteiga uma forma alta quadrada (20x20). Ligar o forno a 180ºC. O leite, a manteiga e o café expresso deverão estar mornos e os outros ingredientes à temperatura ambiente.

Thermomix-Bimby: Colocar a borboleta no copo bem limpo e seco e bater as claras (sem o copinho) com umas gotas de vinagre, 4min/37º/Vel. 3.5. Retirar e reservar. Com a borboleta, bater as gemas com o açúcar e as sementes de baunilha, 4min/Vel. 3.5. Adicionar a manteiga derretida e misturar novamente na Vel. 3. Juntar o leite, o café e por fim e a farinha, o sal e o cacau peneirados e misturar na 1min/Vel. 3. Despejar com cuidado sobre as claras em castelo, pouco a pouco, e envolver com uma vara de arames delicadamente, até desfazer os bocados grandes de claras. Ficará com uma espécie de espuma por cima.

Tradicional: Bater as claras em castelo com umas gotas de vinagre. Bater as gemas com o açúcar e as sementes de baunilha até obter um creme esbranquiçado e fofo. Adicionar a manteiga e bater mais um minuto. Adicionar o leite, o café e por fim a farinha, o sal e o cacau peneirados. Misturar bem e depois envolver as claras delicadamente, com uma vara de arames, até desfazer os bocados grandes de claras. Ficará com uma espécie de espuma por cima.

Colocar no forno 10 minutos a 180ºC e depois mais 50 minutos a 160ºC. Fazer teste do palito, se este sair limpo, está cozido. Deixar arrefecer completamente antes de cortar em porções. O ideal será prepara de véspera e colocar uma noite no frigorífico, ficará mais consistente e mais saboroso.

 

sábado, 14 de dezembro de 2013

Red velvet naked cake

Mais um ano se passou e já entrei para os clube dos entas… e assim como o vinho que vai apurando, acho que nunca me senti tão bem como agora. Foi um dia feliz, bem passado, na companhia da família mais próxima. Para celebrar esta data especial, escolhi o famoso red velvet porque também se enquadra na época natalícia e há muito que queria experimentar. É um bolo delicioso, fofo, húmido que no meu caso ficou mais denso do que o previsto porque optei por usar óleo de coco por ser saudável, mas como este fica sólido à temperatura ambiente, a massa ficou mais espessa e densa. A mistura de cacau, café e baunilha é ótima e com o creme de queijo fica perfeito.

 

Red Velvet naked cake

Adaptado daqui

1 chávena (CUP) – 250ml

Bolo

  • 2 chávenas (cup) de farinha
  • 1 c. chá de bicarbonato de sódio
  • 1 c. chá de fermento em pó
  • 1 c. chá de sal
  • 2 c. (sopa) de cacau
  • 2 chávenas (cup) de açúcar
  • 3 ovos médios
  • 1 chávena (cup) de buttermilk (leite + sumo de limão)
  • 2 c. (chá) de extracto de baunilha (usei pasta)
  • Corante vermelho intenso em gel
  • 1 c. (chá) de vinagre
  • 1/2 chávena (cup) de café quente
  • 1 chávena (cup) de óleo vegetal (usei de coco)

Cobertura de queijo creme

  • 100g de manteiga
  • 200g de cream cheese
  • 225g de açúcar em pó
  • 1 c. (chá) de extracto ou pasta de baunilha
  • Flocos de coco p/ decorar

Bolo

Forrar 3 formas de 16cm com papel vegetal (ou 2 de 20cm). Preparar o buttermilk, adicionando 2 colheres de sopa de sumo de limão dentro de uma chávena (cup) de leite e deixar em repouso até coalhar (cerca de 10 a 15min). Preparar 1/2 chávena de café quente. Num recipiente, misturar a farinha bem, o cacau, o sal, o bicarbonato, o fermento em pó.

Thermomix-Bimby: Colocar a borboleta e bater o óleo com o açúcar e os ovos 3min/vel.3.  Juntar a baunilha, o buttermilk e misturar uns segundos na vel. 3. Adicionar o vinagre, o café morno e misturar mais uns segundos até ficar homogéneo. Colocar o corante gradualmente (até obter uma massa vermelho intenso) e misturar na vel.3. Retirar a borboleta. Juntar aos poucos a mistura de farinha e cacau e misturar 15 seg/ vel. 3 ou até ficar incorporada.

Tradicional:  Noutra taça, misturar o óleo com o açúcar, juntar os ovos e bater cerca de 2 minutos. Juntar a baunilha, o buttermilk e misturar. Adicionar o vinagre, o café morno e bater até ficar homogéneo. Incorporar o corante de forma a obter uma massa vermelho intenso. Juntar aos poucos a mistura de farinha e cacau e misturar até ficar incorporada.

Pesar e dividir a massa em 3 partes iguais. Deitar a massa em cada forma e levar ao forno até estarem cozidos (testar com um palito). Deixar arrefecer um pouco e desenformar em cima de uma grelha.

 

Cobertura

Thermomix-Bimby: Colocar a manteiga, a baunilha e o queijo creme no copo e processar 2 min/vel. 3. Juntar aos poucos o açúcar em pó e misturar mais uns minutos na vel.3. Se necessário, colocar um pouco no frigorífico até obter a consistência desejada.

Tradicional: Bater a manteiga (mole) com o queijo creme cerca de 2 minutos. Adicionar a baunilha e gradualmente o açúcar em pó e bater na vel. média, até obter um creme esbranquiçado e fofo. Se necessário, colocar um pouco no frigorífico até obter a consistência desejada.

Montagem

Colocar uma camada de bolo e barrar com uma boa parte do creme. Continuar com o mesmo procedimento até à última camada. Alisar o excedente de creme nas laterais do bolo com uma espátula. No topo espalhar uma boa camada de creme assim e alisar bem. Decorar com flocos de coco. Colocar o bolo no frigorífico durante uma noite. Retire do frigorífico 20 minutos antes de servir.

Este cake stand está disponível e quem estiver interessado em adquirir este ou outro personalizado, pode entrar em contacto comigo através do email para informações e preço. Sigam as novidades através da nova página do facebook.

001

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Bolo intenso de baunilha bourbon {com glacé de natas e baunilha}

Finalmente Dezembro! Dezembro é o meu mês favorito. É o mês do meu aniversário. É um mês mágico de momentos felizes, em família. Um mês mais doce e repleto de surpresas e mudanças. É um mês que traz quase sempre mudanças na minha vida... Apetecia-me um bolo revestido de branco. A receita é bem simples mas é intensamente aromática. Juntei os ingredientes que mais gosto num bolo, e claro a baunilha - a minha especiaria favorita. O glacé fica cremoso e delicioso. O bolo foi muito apreciado e é uma ótima sugestão para o Natal, decorado com frutos vermelhos. Experimentem, vão adorar.

Bolo intenso de baunilha bourbon com glacé de natas e baunilha

Bolo

  • 5 ovos M
  • 200g de açúcar
  • 280g de farinha c/ fermento
  • 50g de manteiga c/ sal derretida
  • 200ml de buttermilk (leite + sumo de limão)
  • 1 e 1/2 vagens de baunilha
  • Raspas de fava tonka* (opcional)
  • 2 pitadas de sal

Glacé

  • 150g de açúcar em pó
  • 1 c. (sopa) de natas (ou mais)
  • leite q.b.
  • 1/2 vagem de baunilha
  • 1 c. (café) de rum

*Para o buttermilk, colocar 200ml de leite numa taça e juntar uma colher de sopa de sumo de limão, deixar repousar uns 10 minutos até coalhar.

BOLO

Ligar o forno a 180ºC. Untar uma forma com 20cm e polvilhar com farinha. Derreter a manteiga e deixar arrefecer.

TMX Bimby: Bater com a “borboleta” os ovos inteiros com o açúcar e as sementes baunilha (raspadas) e as raspas de fava tonka, 5 min/37ºC/vel 3,5 e de seguida mais 5min/vel 3,5. Juntar o buttermilk, a manteiga derretida e bater mais 1min/ vel 3,5.  Retirar a borboleta, adicionar a farinha e previamente peneirada e envolver 15seg/vel3. Envolver melhor com a espátula, caso necessário.

Tradicional: Bater as claras em castelo com uma pitada de sal e reservar. Bater gemas com o açúcar, as sementes de baunilha raspadas e as raspas de fava tonka, durante 4 minutos na velocidade máxima. Juntar a manteiga derretida e o buttermilk e bater até ficar homogéneo. Adicionar a farinha e o sal previamente peneirados e envolver delicadamente com um fouet. Por fim envolver as claras em castelo, delicadamente até ficarem bem integradas.

Colocar na forma e levar ao forno cerca de 35 a 45 minutos (Testar com um palito).

GLACÉ

Numa taça colocar o açúcar em pó, as sementes de baunilha raspadas, o rum e ir adicionando pouco a pouco natas, mexendo bem com uma colher até a obter um creme espesso e homogéneo. Juntar uma colher de leite, se necessário, para diluir melhor, até obter a consistência desejada. Colocar o creme por cima do bolo, espalhar e deixar escorrer numa grade.

* Fava tonka (também conhecida como Cumaru) é uma semente oriunda da Amazónia com um delicioso aroma de baunilha/caramelo. Difícil de encontrar em Portugal. É opcional.

O prato com pé ou cake stand podem adquirir aqui.