Panna cotta de iogurte e baunilha com mousse de morango

Com este calor o forno também está de férias e só apetece mesmo sobremesas refrescantes. Por isso trago-vos um trio tentação que me seduziu á primeira, do blog Canelle et Vanille. É feito em três etapas mas que valem mesmo a pena, o resultado é maravilhoso. A primeira camada é mais densa, uma panna cotta com natas e iogurte que lhe confere uma certa acidez, a contrastar com uma leve mousse de morango e por fim uma deliciosa camada de geleia de morango. Isto tudo em cada colherada é puro prazer :)

Panna cotta de iogurte e baunilha com mousse de morango

Do blog Canelle et Vanille

Nota: Estas quantidades rendem cerca de 4 tacinhas. Se optar por utilizar a Thermomix-Bimby para fazer esta receita, recomendo que dobre as quantidades e terá de ajustar o tempo de cozedura que depende muito da temperatura inicial dos ingredientes, caso contrário será melhor o modo de preparação tradicional.

 

Panna cotta

  • 200g de natas
  • 100g de iogurte natural
  • 45g de açúcar
  • 1 vagem de baunilha
  • 3g de gelatina (2 e 1/2 folhas)

Amolecer a gelatina em água fria. Aquecer as natas com o açúcar e a vagem de baunilha aberta e sementes raspadas (TMX – Bimby: 4min/90º/vel.3 inv). Quando começar a ferver, retirar do lume. Remover a vagem, juntar a gelatina espremida e misturar vigorosamente com um fouet (TMX-Bimby: 15seg/vel.4). Deixar arrefecer. Juntar o iogurte e misturar bem. Distribuir em tacinhas. Colocar no frigorífico até solidificar ou no congelador para ser mais rápido.

 

Mousse de morango

  • 100g de puré de morango
  • 15g de açúcar
  • 2g de gelatina (1 folha)
  • 75 de natas, bem frias (c/30% m.g.)

Amolecer a gelatina em água fria. Aquecer metade do puré de morango com o açúcar até ferver (TMX-Bimby: 3min/100º/vel.2). Retirar do lume e juntar a gelatina espremida e misturar vigorosamente com um fouet (TMX-Bimby: 10seg/vel.5). Juntar o restante puré de morango e misturar (5seg/vel.4). Deixar arrefecer. Entretanto bater as natas em chantilly  e envolver no puré de morango. Distribuir por cima da panna cotta de forma a obter uma camada mais fina do que a primeira. Colocar no frigorífico até solidificar ou no congelador para ser mais rápido.

 

Geleia de morango

  • 150g de puré de morango
  • 2g de gelatina (2 folhas)
  • 35g de açúcar

Amolecer a gelatina em água fria. Aquecer o puré de morango com o açúcar até ferver (TMX-Bimby: 3min/100º/vel.2). Retirar do lume e juntar a gelatina espremida e misturar vigorosamente com um fouet (7seg/vel.4). Distribuir por cima da mousse em camada fina. Levar novamente ao frigorífico para solidificar.

 

 

 

 

 

Flan pâtissier {sem glúten e com leite de amêndoa}

Adoro flan pâtissier e depois das versões mais próximas do original, aqui e aqui, trago-vos uma versão mais saudável e igualmente deliciosa, com leite de amêndoa e sem glúten. Optei por colocar um pouco de amêndoa moída para acentuar um pouco o sabor. Podem usar outro leite vegetal (soja, arroz) e um adoçante natural a gosto ou frutose se quiserem uma delícia sem culpas :)  Acho que o aspecto diz tudo!

Flan pâtissier {Sem glúten e com leite de amêndoa}

   

  • 1l de leite de amêndoa*, bio
  • 2 ovos
  • 110g de amido de milho
  • 30g de amêndoa moída
  • 130g de açúcar amarelo (ou a gosto)
  • 1 vagem de baunilha

 

* Pelo facto de alguns leites de amêndoa serem adoçados, recomendo que prove a mistura e caso necessário acrescente  açúcar a gosto. Neste caso usei leite de amêndoa adoçado.

Thermomix-Bimby: Colocar no copo, o leite e os restantes ingredientes incluindo as sementes raspadas da vagem de baunilha. Programar 10 min./temp.90º/vel.4 (ou até engrossar).

Tradicional: Aquecer o leite com a vagem de baunilha + sementes raspadas. Assim que começar a fervilhar retirar do lume e remover a vagem. Numa saladeira, misturar os ovos com o açúcar. Juntar o amido de milho e a amêndoa moída e misturar novamente até obter um creme liso. Verter o leite quente, pouco a pouco, sem parar de mexer com um fouet. Levar ao lume, deixar cozer até engrossar, mexendo sempre vigorosamente.

Espalhar o creme numa forma de 20cm untada com manteiga, ou forrada com papel vegetal, ou de silicone, alisar e levar ao forno pré-aquecido a 180º, cerca de 45 minutos a 180ºC (ou até ficar dourada e firme ao toque). Deixar arrefecer e colocar no frigorífico umas horas.

Galette de ruibarbo e framboesa

De volta ao meu Algarve e com um calor daqueles…trago-vos mais uma sugestão com ruibarbo e framboesa. É uma tarte rústica bem fresca e leve, perfeita para servir com uma bolinha de gelado. Fiquei fã de ruibarbo, só é pena ser tão caro e difícil de encontrar, até já estou estou a pensar semear. Usei farinha de espelta e de centeio integral para uma versão mais rica e saudável. Ficou bem crocante e a amêndoa faz toda a diferença. Usei poucas framboesas, só mesmo para dar um toque de cor. A mistura de aromas é indescritível mesmo!

 

Galette de ruibarbo e framboesa

Massa

  • 120g de farinha de espelta (bio)
  • 50g de farinha de centeio, integral (bio)
  • 30g de amêndoa moída
  • 40g de açúcar amarelo
  • 1 pitada de sal
  • 60ml de água fria
  • 70g de manteiga

Recheio

  • 500g de ruibarbo
  • 10 framboesa
  • 180g de açúcar amarelo
  • 1 vagem de baunilha
  • Raspas de fava tonka (opcional)
  • Gotas de sumo de limão
  • 30g de amêndoa moída
  • 1 c. (sopa) de manteiga
  • 1 c. (sopa) de amido de milho

Recheio

Cortar o ruibarbo em troços de 2cm. Numa frigideira colocar o ruibarbo com as framboesas, as gotas de limão, o açúcar, a vagem de baunilha aberta com as sementes e as raspas de tonka. Levar ao lume durante 3 a 5 minutos, até o ruibarbo ficar macio e largar um pouco de sumo. Retirar com uma escumadeira, colocar num prato, polvilhar o amido de milho por cima e envolver bem. Reservar. Guardar o sumo.

Massa

Tradicional: Num recipiente, misturar as farinhas com o açúcar, o sal e a amêndoa moída. Juntar a manteiga aos bocados e trabalhar manualmente, juntando água fria aos poucos, até conseguir formar uma bola. (Se necessário juntar mais farinha). Envolver em película aderente e reservar no frigorífico durante 30min.

Tmx Bimby: Colocar todos os ingredientes no copo, excepto a água e misturar 20seg/vel.4. Juntar a água, aos poucos pelo bocal, somente o necessário para conseguir formar uma bola. Moldar uma bola, envolvê-la em película aderente e reservar no frigorífico 30 min.

Estender finamente a massa em forma de um círculo grande.  Colocá-la num tabuleiro forrado com papel vegetal. Polvilhar a base da massa com amêndoa moída, deixando uma margem de 4 cm à volta. Colocar o ruibarbo no meio e dobrar as extremidades da massa, formando um cestinho. Distribuir bocaditos de manteiga por cima, pincelar as dobras com leite e  polvilhar com açúcar. Levar ao forno pré-aquecido a 180º, durante cerca de 30 a 40 minutos, até a massa ficar dourada e a fruta tenra.

Preparar uma calda com o sumo obtido, levando ao lume, durante uns minutos. Servir com um pouco de calda.

 

 

 

Clafoutis, com leite de amêndoa {sem glúten e sem lactose}

Tenho recebido alguns mails a pedir receitas mais leves e para intolerantes à lactose e glúten. Como estamos a entrar numa estação mais quente e para não haver sentimentos de culpa, prometo trazer sugestões adequadas igualmente deliciosas :) Comecei por este clafoutis de cerejas feito com leite de amêndoa. É um leite muito aromático, com um sabor bem pronunciado, nutritivo e cremoso, ideal para sobremesas. Para que ficasse ainda mais cremoso, juntei creme de arroz, uma maravilhosa alternativa às natas. Para adoçar podem usar o que preferirem, usei açúcar amarelo mas podem adoçar com xarope de ágave ou frutose e recomendo que provem a massa para saberem a quantidade certa. O resultado é divino e a conjugação cereja/amêndoa é deliciosa, além de que não contém lactose nem glúten. Espero que gostem e aproveito para agradecer todas as vossas visitas e as doces palavras que vão deixando por aqui, no facebook e que me enchem a alma :)

Clafoutis, com leite de amêndoa {sem glúten e sem lactose}

 

  • 500g de cerejas
  • 250ml de leite de amêndoa bio*
  • 200ml de creme de arroz, bio* (alternativa às natas)
  • 2 ovos, de preferência bio
  • 100g de açúcar amarelo ou 70g de frutose
  • 50g de amido de milho
  • 30g de amêndoa moída
  • Essência de baunilha q.b.
  • Raspas de tonka (opcional)

*À venda nas lojas dietéticas/biológicas e em hipermercados.

Lavar as cerejas e descaroçar (se preferir). Untar uma forma com manteiga.

Thermomix-Bimby: Colocar no copo os ovos e o açúcar e misturar uns segundos na vel. 3. Colocar os restantes ingredientes e misturar 20 seg/ Vel 4 ou até obter um creme homogéneo.

Tradicional: Bater os ovos com os açúcares, juntar o creme de arroz, a essência, raspas, misturar bem, de seguida as farinhas e por fim o leite de amêndoa e misturar até obter um creme homogéneo.

Espalhar as cerejas no fundo da(s) forma(s) e verter o preparado por cima. Levar ao forno até estar cozido (deverá ficar firme ao toque). Deixar arrefecer completamente e colocar no frigorífico umas horas. No dia seguinte ainda saberá melhor.