Macarons de limão

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Eis a minha terceira fornada de macarons. Desta vez de limão. A técnica vai se aperfeiçoando assim como aumenta a vontade de experimentar novas cores e sabores. Estes superaram os anteriores...como podem ver nas fotos são irresistíveis!

Em contagem decrescente para o final de 2011… desejo a todos os que passam por aqui um Feliz e Próspero 2012 repleto de mudanças positivas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Macarons de limão

Aprox. 12 a 15 unidades:

Conchas:

  • 100g de açúcar em pó (icing sugar)
  • 55g de amêndoa moída (sem pele)
  • 45g de clara de ovo à temperatura ambiente
  • 15g de açúcar branco
  • Algumas gotas de corante alimentar amarelo (opcional)*

Lemon Curd:

  • 200ml de sumo de limão
  • 3 ovos
  • 150g de açúcar
  • 75g de manteiga
  • 1 c. (sopa, bem cheia) de amido de milho (Maizena)
  • Raspas de 1 limão

 

Num robot de cozinha, juntar o açúcar em pó e a farinha de amêndoa e pulverizar uns segundos. Peneirar esta mistura e reservar (não se deve saltar este passo é muito importante para obtermos uma textura lisa nas conchas).

Pesar as claras. Aconselham a utilizar claras envelhecidas, isto é, separadas das gemas e guardadas no frigorífico uns 4 ou 5 dias antes da confecção. Costumo congelar claras e quando necessito descongelo à temperatura ambiente. Com a batedeira na vel. 1, bater as claras até formar uma espuma, juntar o açúcar branco (as 15g) e bater na velocidade máxima até formar um merengue com picos firmes. Juntar as gotas de corante alimentar e misturar mais um pouco até ficar homogéneo.

Juntar a mistura de açúcar em pó e amêndoa pouco a pouco e envolver delicadamente, com a ajuda de uma espátula de silicone, fazendo movimentos de baixo para cima, de forma a não partir as claras e não perder muito ar, até obter um creme liso e brilhante. Este processo demora uns minutos.

Preparar um saco de pasteleiro com uma boquilha redonda com cerca de 1cm de diâmetro. Para facilitar e para que as conchas fiquem regulares e redondas, imprimir esta minuta* e colocar por baixo do papel vegetal, em cima de um tabuleiro de forno. Com o saco pasteleiro perpendicular ao tabuleiro, apontar o bico no centro do círculo e pressionar até preencher o círculo. (desta maneira sairão redondas salvo se a massa estiver demasiado fluída, neste caso tenderá a expandir-se). Provavelmente formar-se-á um pequeno bico que desaparecerá em segundos. Ao terminar, retirar a minuta com cuidado. Deixar repousar os macarons cerca de 1 hora num local seco, se possível noutra divisão da casa (nada de lavar a loiça com os macarons por perto). É muito importante deixar repousar, visto que durante esse tempo se formará uma capa seca ao toque e ajudará a formar a característica crostinha na base do macaron durante a cozedura. Tocar os macarons e verificar se a superfície não cola. Aquecer o forno a 160ºC meia hora antes. Colocar o tabuleiro no meio do forno e cozer cerca de 10 minutos, baixar a temperatura para 140ºC e continuar a cozedura por mais 3 a 5 minutos (convém vigiar de forma a controlar melhor). Este processo depende muito do forno de cada um. Não se deve deixar dourar os macarons, estes deverão formar uma concha lisa e firme ao toque, o interior deverá ficar macio e húmido.

Retirar do forno e deixar arrefecer totalmente no tabuleiro. Poderá guardar numa caixa em metal se não os rechear no próprio dia.

Preparar o lemon curd:

Tradicional: Num tacho de fundo espesso, bata as gemas com o açúcar até obter uma mistura homogénea. Junte o sumo e raspa de limão, a manteiga e a amido de milho e leva a lume médio-baixo, mexendo sempre com um fouet, até engrossar. Deixe arrefecer e coloque no frigorífico até usar.

TMX- Bimby: Colocar no copo todos os ingredientes e misturar 20 seg /Vel 4. Programar 7min/80º/Vel 3. Retirar e reservar no frigorífico para engrossar.

Montagem:

Colocar uma colherzinha de lemon curd no meio da concha e pressionar com a outra metade. Podem conservar-se durante vários dias numa caixa hermética no frigorífico. Deverão ser consumidos à temperatura ambiente.

*Optei por desenhar uns círculos de 3cm numa folha de papel vegetal com a ajuda de uma tampa, deixando um espaço entre cada um.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Bombons de chocolate de leite e chocolate branco

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Nada melhor do que uns bombons caseiros para celebrar o Natal. Estes são dos bons, feitos com chocolate belga. Nada mais simples e rápido e uma forma personalizada e carinhosa de presentear familiares e amigos :)

Votos de um Feliz Natal a todos!!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Bombons de chocolate de leite e chocolate branco

 

      Para 30 bombons:

  • 200g de chocolate de leite (usei da marca P.Doce tipo belga)
  • 200g de chocolate branco (usei da marca P.Doce tipo belga)

 

TMX-Bimby: Colocar o chocolate partido no copo e pulverizar 5 seg/ Vel 9. De seguida programar 4 min/50ºC/Vel 3 ou até ficar líquido. Retirar, preencher as forminhas e levar ao congelador uns 15 minutos ou até solidificar. Desenformar, conservar numa caixa, num local seco e fresco.

Tradicional: Derreter o chocolate em banho-maria. Retirar, preencher as forminhas e levar ao congelador uns 15 minutos ou até solidifica. Desenformar e conservar numa caixa, num local seco e fresco.

Nota: Não se deve conservar o chocolate no frigorífico pois a humidade altera o sabor e a textura do chocolate.

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Bolo de lemon curd com glacé de limão

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O mês de Dezembro para mim é ainda mais especial pois além da magia do Natal no dia 12 é o meu aniversário…

Este foi o bolo que escolhi para celebrar essa data. Já há muito que andava para experimentá-lo não fosse eu amante de limão. Apesar de ser um bolo fresco para esta altura do ano, quando vi os limoeiros da horta dos meus pais carregados não pensei duas vezes. O Glacé de limão dá-lhe um ar natalício :)  Ficou delicioso, com um aroma de limão bem vincado e foi muito elogiado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Bolo de lemon curd com glacé de limão

Adaptado do site BBC Food Recipes

      Bolo:

  • 4 ovos
  • 225g de açúcar
  • 225g de manteiga, amolecida
  • 225g de farinha, peneirada
  • 1 c. (chá) de fermento em pó
  • 2 c. (sopa) de sumo de limão
  • Raspas de 1 limão

      Lemon curd:

  • 200ml de sumo de limão
  • 3 ovos
  • 150g de açúcar
  • 75g de manteiga
  • 1 c. (sopa, bem cheia) de amido de milho (Maizena)
  • Raspas de 1 limão

      Glacé de limão:

  • 1 limão grande, raspas
  • 150g de açúcar em pó (icing sugar)
  • 1 a 2 c. (sopa) de sumo de limão

      Decoração:

  • Framboesas (opcional)

 

Bolo de limão:

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar 2 formas iguais de 20cm com manteiga e forrar o fundo das formas com papel vegetal. (Neste caso optei por dividir a massa em três formas, para não ter de cortar o bolo e usei uma forma de silicone). Caso só tenha uma forma basta pesar a massa e dividi-la em 2 ou 3 partes iguais e cozer um de cada vez.

Tradicional: Bater a manteiga com o açúcar até obter um creme esbranquiçado. Adicionar os ovos um a um e bater bem entre cada adição. Juntar o sumo e as raspas de limão e misturar bem. Por fim juntar a farinha e o fermento em pó e envolver bem até ficar homogéneo.

TMX-Bimby: Deitar no copo, a manteiga, o açúcar, os ovos, as raspas e sumo de limão e programe 1 min/Vel 6. Juntar a farinha e o fermento e envolver 15 seg/Vel 3.

Pesar e dividir a massa pelas 2 formas. Levar ao forno cerca de 15 a 20 minutos ou até estar cozido. Testar com o palito. Deixar arrefecer completamente. Com cuidado, cortar cada bolo ao meio de forma a obter 4 metades iguais. (Se necessário acertar o topo do bolo, cortando a lomba que por vezes se forma).

Lemon curd:

Tradicional: Num tacho de fundo espesso, bata as gemas com o açúcar até obter uma mistura homogénea. Junte o sumo e raspa de limão, a manteiga e a amido de milho e leva a lume médio-baixo, mexendo sempre com um fouet, até engrossar. Deixe arrefecer  e coloque no frigorífico até usar.

TMX- Bimby: Colocar no copo todos os ingredientes e misturar 20 seg /Vel 4. Programar 7min/80º/Vel 3. Retirar e reservar no frigorífico para engrossar.

Glacé de limão:

Peneirar o açúcar em pó (icing sugar) numa tigela e deitar as raspas e umas gotas de sumo de limão e mexer bem. Acrescentar sumo de limão (aos poucos) até obter a consistência desejada. Deixar repousar 5 minutos antes de espalhar.

Montagem:

Coloque uma metade do bolo no prato de servir, tendo o cuidado de proteger as margens do prato com papel vegetal, à volta do bolo (basta entalar uma faixa de papel por baixo do bolo, isto porque o creme irá escorrer e assim não sujará o prato). Espalhar 1/4 do creme de limão por cima da primeira metade do bolo, cobrir com outra metade e repetir a operação até à última metade. No topo do bolo espalhar o glacé de limão com uma espátula de forma a escorrer pelas laterais. Levar o bolo ao frigorífico e antes de servir retirar as margens de papel vegetal.

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Macarons de chocolate branco

Sou fã dos tão famosos macarons…desde a textura, o sabor da amêndoa e as cores irresistíveis… Enfim, depois de tanta pesquisa pela internet acabei por experimentar, já sabia que não ia ser muito fácil. Aconselho-os a verem alguns vídeos antes. A primeira tentativa foi um insucesso! Apresento-vos agora a minha segunda tentativa… ainda não estão perfeitos mas à terceira será de vez!  Penso que uma das dificuldades é acertar com a temperatura do nosso forno. Optei por fazer pouca quantidade até dominar a técnica. São óptimos para oferecer no Natal e é uma óptima forma de escoar claras congeladas. Estou desejosa de experimentar novamente com outros sabores e cores :)

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Macarons de chocolate branco

Adaptado do blog La receta de la felicidad

Aprox. 12 a 15 unidades

Conchas:

  • 100g de açúcar em pó (icing sugar)
  • 55g de amêndoa moída (sem pele)
  • 45g de clara de ovo à temperatura ambiente
  • 15g de açúcar branco
  • Algumas gotas de corante alimentar vermelho (opcional)*

Ganache de chocolate branco:

  • 75g de natas
  • 150g de chocolate branco
  • 25g de mel

 

Num robot de cozinha, juntar o açúcar em pó e a farinha de amêndoa e pulverizar uns segundos. Peneirar esta mistura e reservar (não se deve saltar este passo é muito importante para obtermos uma textura lisa nas conchas).

Pesar as claras. Aconselham a utilizar claras envelhecidas, isto é, separadas das gemas e guardadas no frigorífico uns 4 ou 5 dias antes da confecção. Costumo congelar claras e quando necessito descongelo à temperatura ambiente. Com a batedeira na vel. 1, bater as claras até formar uma espuma, juntar o açúcar branco (as 15g) e bater na velocidade máxima até formar um merengue com picos firmes. Juntar as gotas de corante alimentar e misturar mais um pouco até ficar homogéneo.

Juntar a mistura de açúcar em pó e amêndoa pouco a pouco e envolver delicadamente, com a ajuda de uma espátula de silicone, fazendo movimentos de baixo para cima, de forma a não partir as claras e não perder muito ar, até obter um creme liso e brilhante. Este processo demora uns minutos.

Preparar um saco de pasteleiro com uma boquilha redonda com cerca de 1cm de diâmetro. Para facilitar e para que as conchas fiquem regulares e redondas, imprimir esta minuta ** e colocar por baixo do papel vegetal, em cima de um tabuleiro de forno. Com o saco pasteleiro perpendicular ao tabuleiro, apontar o bico no centro do círculo e pressionar até preencher o círculo. (desta maneira sairão redondas salvo se a massa estiver demasiado fluída, neste caso tenderá a expandir-se). Provavelmente formar-se-á um pequeno bico que desaparecerá nuns segundos. Ao terminar, retirar a minuta com cuidado. Deixar repousar os macarons cerca de 1 hora num local seco, se possível noutra divisão da casa (nada de lavar a loiça com os macarons por perto). É muito importante deixar repousar, visto que durante esse tempo se formará uma capa seca ao toque e ajudará a formar a característica crostinha na base do macaron durante a cozedura. Tocar os macarons e verificar se a superfície não cola. Aquecer o forno a 160ºC meia hora antes. Colocar o tabuleiro no meio do forno e cozer cerca de 10 minutos, baixar a temperatura para 140ºC e continuar a cozedura por mais 3 a 5 minutos (vigiar, fiquei o tempo todo a ver de forma a controlar melhor). Este processo depende muito do forno de cada um. Não se deve deixar dourar os macarons, estes deverão formar uma concha lisa e firme ao toque, o interior deverá ficar macio e húmido.

Retirar do forno e deixar arrefecer totalmente no tabuleiro. Poderá guardar numa caixa em metal se não os rechear no próprio dia.

Preparar a ganache: ferver as natas e despejar as mesmas por cima do chocolate previamente partido ou triturado, mexer bem, juntar o mel e misturar novamente. Reservar no frigorífico até ficar com uma consistência firme para rechear.

Colocar uma colherzinha de ganache no meio da concha e pressionar com a outra metade. Podem conservar-se durante vários dias numa caixa hermética no frigorífico, retirando uns minutos antes de consumi-los.

*Poderá substituir uns 20g de amêndoa moída por cacau por exemplo para dar cor e sabor às conchas.

**Optei por desenhar uns círculos de 3cm numa folha de papel vegetal com a ajuda de uma tampa, deixando um espaço entre cada um.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Cupcakes de baunilha e chocolate ::: 2º aniversário do blog

Este ano esqueci-me completamente do aniversário do blog… completou 2 anos no passado mês de Outubro! Tudo começou numa brincadeira e à medida que o tempo passa a paixão por todo este trabalho aumenta cada vez mais, é viciante. Além disso, é muito gratificante todo o carinho dos leitores. Muito obrigada a todos o que seguem o Coco & Baunilha e aos que deixam aqui comentários sempre tão simpáticos.

Para comemorar decidi fazer uns cupcakes. Os queques só por si são óptimos. A cobertura é para os mais gulosos!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Cupcakes de baunilha e chocolate

 

Para aprox. 12 unidades

      Queques:

  • 120g de açúcar amarelo
  • 1 c. (sopa) de açúcar baunilhado (ou extracto de baunilha)
  • 3 ovos
  • 30g de mel
  • 80g de manteiga
  • 70g de leite
  • 180g de farinha autolevedante

     Ganache:

  • 225g de chocolate preto
  • 200g de natas (35% mat. gorda)
  • 10g de manteiga

 

TMX Bimby

No copo, colocar o chocolate e dar uns golpes de turbo, juntar as natas e a manteiga e programar 7 min/90º/vel 3. Deixar arrefecer e colocar no frigorífico umas horas até ter consistência firme para a decoração.

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Colocar os açúcares e pulverizar 10 seg/vel.9. Juntar o ovos, o mel, a manteiga, o leite e programar 1min/37º/vel 4. Incorporar a farinha e programe 10 seg/vel 4. Colocar a massa em formas de queques forradas com formas de papel e leve ao forno a 180ºC cerca de 20 minutos. Retirar do forno e deixar arrefecer completamente. Com a ajuda de um saco pasteleiro decorar a gosto com a ganache.

Tradicional

Partir o chocolate aos bocados num recipiente. Levar as natas ao lume até ferverem. Despejar as natas por cima do chocolate e aguardar um pouco antes de mexer. Juntar a manteiga e mexer muito bem. Reservar no frigorífico até ficar com uma consistência firme.

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Bater os ovos com os açúcares. Juntar o mel, a manteiga derretida, o leite e misturar bem com a batedeira. Incorporar a farinha e envolver bem. Colocar a massa em formas de queques forradas com formas de papel e leve ao forno a 180ºC cerca de 20 minutos. Retirar do forno e deixar arrefecer completamente. Com a ajuda de um saco pasteleiro decorar a gosto com a ganache.

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Doce de abóbora , alperce seco e baunilha

Este foi o destino de uma abóbora gigante que veio directamente da horta da minha irmã. A abóbora é muito versátil e desta vez apeteceu-me combiná-la com alperce e baunilha. O resultado foi surpreendente e pela positiva… Cada dia que passa fica ainda mais aromático visto que deixei bocados de vagem de baunilha nos frascos. O facto de marinar a fruta no açúcar durante uma noite vai dar mais consistência ao doce.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Doce de abóbora, alperce seco e baunilha

 

  • 700g de abóbora, descascada, em cubos
  • 150g de alperces secos (cortados ao meio)
  • 400g de açúcar amarelo
  • 2 limões
  • 1 vagem de baunilha

 

Colocar a abóbora num recipiente, adicionar o açúcar e o sumo de limão. Envolver e deixar marinar durante uma noite. Demolhar os alperces em água quente umas horas.

TMX-Bimby:

Colocar no copo metade da abóbora com caldo e alperces previamente escorridos e triturar 15seg/vel 6. Repita o processo para o restante. Adicione uma vagem de baunilha aberta e programe 30 min/100º/vel 1, substitua o copo de medida pelo cesto para evitar salpicos. Retire a vagem de baunilha e programe 15 seg indo progressivamente até à vel 6. Deite logo de seguida em frascos previamente escaldados fechando de imediato para criar vácuo.

Tradicional:

Numa panela, colocar a abóbora com o caldo, os alperces previamente escorridos e a vagem de baunilha aberta e levar ao lume, mexendo de vez em quando. Cozinhar cerca de 40 minutos, até a abóbora ficar meio translúcida e mole. Retirar a vagem e triturar com a varinha mágica. Se ficar ainda líquido levar novamente ao lume mais uns minutos. Caso fique espesso acrescentar um pouco de água fervida e cozinhar mais uns minutos. Deite logo de seguida em frascos previamente escaldados fechando de imediato para criar vácuo.

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Brioche com passas e pepitas de chocolate

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Se há coisa que adoro é fazer pão, pãezinhos, brioches enfim colocar as mãos na massa… sem falar no cheirinho que fica pela casa.  Estes dias outonais, frios e chuvosos já pedem uns pequenos almoços ou lanches mais recheados. Deixo-vos aqui uma deliciosa sugestão que com certeza vai aquecer o vosso fim de semana. É fofo, aromático e quentinho desaparece num ápice!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Brioche com passas e pepitas de chocolate

Adaptado do blog La Popotte de Manue

Ingredientes:

  • 130ml de leite morno
  • 350g de farinha tipo 55
  • 1 ovo batido + 1 ovo para pincelar
  • 10g de fermento de padeiro
  • 1/2 c. (café) de sal
  • 70g de manteiga
  • 60g de açúcar
  • 1 c. (sopa) de rum (opcional)
  • 1 c. (sopa) de açúcar baunilhado
  • 100g de passas
  • 1 punhado de pepitas de chocolate

 

MFP:

Colocar os ingredientes na máquina pela seguinte ordem:

Ovo batido com o leite, o rum, os açúcares, o sal, depois cobrir com a farinha. Desfazer o fermento  por cima da farinha.

Programa "Massa". Assim que se formar uma bola, juntar a pouco e pouco a manteiga aos bocadinhos. Ao bip da máquina, adicionar as passas e as pepitas. (Caso não haja bip, assim que os ingredientes anteriores já estejam bem misturados e ainda na fase de amassar).

Findo o programa, colocar a massa num recipiente e deixar repousar no frigorífico durante toda a noite. (Saltei este passo).

Formar umas bolas, e colocá-las bem apertadas numa forma de pão forrada com papel manteiga. Colocar num sítio abrigado e deixar dobrar de volume (no mínimo 1h).

Findo esse tempo, pincelar com ovo batido, polvilhar com algumas passas e pepitas e colocar no forno pré-aquecido a 180ºC, durante cerca 30 min. (Testar com o palito).

TMX Bimby:

Coloque no copo o leite, o sal, os açúcares, a manteiga, o rum e programe 1min/37º/Vel2.

Junte o ovo batido, o fermento desfeito e programe 10 Seg/Vel2.

Adicione a farinha e programe 1min/vel. espiga. Se necessário, acrescentar mais um pouco de farinha. Quando se formar uma bola (não pegajenta), juntar as passas e as pepitas aos poucos enquanto amassa mais uns minutos na vel. espiga até ficar bem misturado. Deixar repousar a massa durante toda a noite no frigorífico (ou algumas horas num local abrigado até triplicar de volume).

Formar umas bolas, e colocá-las bem apertadas numa forma de pão forrada com papel manteiga. Colocar num sítio abrigado e deixar dobrar de volume (no mínimo 1h).

Findo esse tempo, pincelar com ovo batido, polvilhar com algumas passas e pepitas e colocar no forno pré-aquecido a 180ºC, durante cerca 30 min. (Testar com o palito).

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Arroz con leche medieval (com mel)

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Ao descobrir esta receita medieval, não pensei duas vezes!!

Confesso que é das sobremesas a que não consigo resistir, ainda mais sendo uma receita extraída de um manuscrito do século XIII da actual região da Andaluzia em Espanha. Nada melhor do que preparar uma iguaria destas de forma tradicional. O tempo de cozedura faz toda a diferença. Além disso o mel dá-lhe um toque irresistível. Optei por colocar também a vagem de baunilha que o torna ainda mais aromático. Um dos segredos desta receita, é o facto de colocar o arroz de molho durante uma noite, de forma a tornar o grão mais macio. Aconselho o uso de arroz redondo especial para sobremesa (tipo Saludães) ou arbóreo em último caso.

Aproveito para agradecer todos os vossos comentários sempre tão simpáticos :)

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Arroz con leche medieval  (com mel)

Receita adaptado do blogue Honest Cooking

  • 200g de arroz (redondo, de preferência para sobremesa)
  • 1,4 l de leite gordo
  • 90g de mel*
  • 110g de açúcar (usei amarelo)
  • 1 pau de canela
  • 1 vagem de baunilha (opcional)
  • Canela para polvilhar

 

Na véspera, colocar o arroz numa tigela, cobrir com água fria e deixar de molho durante toda a noite.

No dia seguinte, escorra bem o arroz e coloque numa panela com 1l de leite, o pau de canela e a vagem de baunilha aberta com as grainhas previamente raspadas.

Levar ao lume brando e cozinhar cerca de 45 minutos, mexendo regularmente com uma colher de pau.

Entretanto aqueça o restante leite (400ml) à parte.

Quando o arroz tiver absorvido todo o leite, juntar o mel e o açúcar e mexer muito bem. Cozinhar mais 30 minutos em lume baixo, adicionando o restante leite (quente) aos poucos, de forma a que não fique demasiado líquido no final. Quanto mais mexer, mais cremoso ficará.

Colocar numa taça, cobrir com película aderente, de forma a que esta fique colada ao arroz doce, para evitar a formação de pele. Deixar arrefecer e servir polvilhado com canela.

*caso não não seja apreciador de mel, poderá adoçar com cerca 200g de açúcar. Caso queira adoçar só com mel, 175g serão suficientes.

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Iogurte de coco com frutos vermelhos

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Mais uma combinação perfeita… As variações são infinitas!

Tanto o iogurte de coco como o de baunilha são uma excelente base para combinar com doces e compotas.

Cada colherada é puro prazer…

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Iogurte de coco com frutos vermelhos

Iogurte:

  • 1l de leite fresco meio gordo
  • 70g de coco ralado
  • 100g de açúcar (amarelo de preferência)
  • 2 c. (sopa) de leite em pó
  • 1 iogurte natural

Doce de frutos vermelhos:

  • 300g de frutos vermelhos (usei congelados)
  • 3 c. (sopa) de açúcar amarelo

 

Colocar a fruta com o açúcar num tacho e levar ao lume, mexendo de vez em quando, até evaporar toda a água. Deixar arrefecer. Distribuir o doce pelos copinhos.

Num liquidificador, processar o leite com o coco ralado durante um minuto.

Num tacho colocar o leite com o coco e adicionar o leite em pó e o açúcar. Mexer bem com um fouet e de seguida levar ao lume até levantar fervura. Retirar do lume, cobrir e deixar arrefecer.

Quando estiver morno, coar o leite e juntar o iogurte e mexer muito bem com um fouet ou no liquidificador. Encher os copos com cuidado e levar levar à iogurteira cerca de 8 a 9h. Depois desse tempo colocar de imediato no frigorífico no mínimo 6h antes de servir.

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Iogurte de coco com compota de ananas e baunilha

 

Hoje trago-vos um dos melhores iogurtes de fruta que já fiz…

O aroma e a cremosidade do coco misturado com a deliciosa compota de ananas/baunilha/rum…faz deste iogurte uma autêntica sobremesa.

Não hesitem em experimentar porque vão adorar!

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Iogurte de coco com compota de ananas e baunilha

Adaptado do livro Yaourts – Philippe Mérel

      Iogurte:

  • 1l e leite fresco meio gordo
  • 60g de coco ralado
  • 100g de açúcar (amarelo de preferência)
  • 2 c. (sopa) de leite em pó
  • 1 iogurte natural

      Compota de ananas:

  • 4 a 5 rodelas ananas/abacaxi (maduro)
  • 3 c. (sopa) de açúcar
  • 1 c. (sopa) de açúcar baunilhado (ou essência)
  • 1 tampinha de rum (opcional)

 

Descascar o ananas, retirar o centro e cortar aos bocadinhos e levar ao lume numa frigideira anti-aderente com os açúcares  e o rum, mexendo de vez em quando, até evaporar toda a água e obter uma compota (cerca de 25 minutos ou mais). Deixar arrefecer. Distribuir a compota pelos copinhos.

Num liquidificador, processar o leite com o coco ralado durante um minuto.

Num tacho colocar o leite com o coco e adicionar o leite em pó e o açúcar. Mexer bem com um fouet e de seguida levar ao lume até levantar fervura. Retirar do lume, cobrir e deixar arrefecer.

Quando estiver morno, coar o leite e juntar o iogurte e mexer muito bem com um fouet ou no liquidificador. Encher os copos com cuidado e levar levar à iogurteira cerca de 8 a 9h. Depois desse tempo colocar de imediato no frigorífico no mínimo 6h antes de servir.

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Bolo invertido de pera

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Uma sugestão outonal para o fim de semana já com temperaturas mais frescas e com previsões de chuva. Confesso que já tenho saudades daqueles dias de chuva…com o cheirinho do bolo no forno a perfumar a casa.

Vi este bolo no adorável e delicioso Baunilha e Caramelo e posso-vos garantir que é uma maravilha… de bradar aos céus. A pera fica ligeiramente caramelizada e derrete na boca. A massa é bem fofa e saborosa e o bolo fica bem mais húmido e aromático no dia seguinte.

Os bolos da Andreia são sempre um sucesso :)

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Bolo invertido de pera

Receita extraída do blog Baunilha e Caramelo

      Base:

  • 3 ou 4 peras grandes (maduras mas firmes)
  • 30g de manteiga (usei c/ sal)
  • 70g de açúcar amarelo
  • Sumo de limão q.b.

      Bolo:

  • 60g de manteiga à temperatura ambiente (usei c/ sal)
  • 150g de açúcar branco
  • 3 ovos
  • 200g de farinha
  • 1 c. (chá) de fermento
  • 180ml de leite
  • 1 + 1/2 c. (sopa) de sumo de limão

 

Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Untar uma forma redonda com 22cm, untá-la com manteiga e cobrir o fundo da mesma com papel vegetal. Espalhar bocaditos de manteiga no fundo da forma e polvilhar com o açúcar amarelo.

Descascar as peras, cortá-las ao meio e retirar o caroço (com a ajuda de uma colher parisiense). Pincelar as peras com sumo de limão. Dispor as peras na forma por cima do açúcar (de barriga para cima).

Numa taça colocar o leite com o limão e deixar repousar à temperatura ambiente cerca de 15 minutos, até talhar.

Peneirar a farinha com o fermento. Com a batedeira, bater a  manteiga com o açúcar até obter um creme fofo e esbranquiçado. Juntar os ovos um a um, batendo bem entre cada adição. Juntar alternadamente o leite talhado e a farinha, misturando bem até obter uma massa homogénea.

Deitar a massa na forma por cima das peras e levar ao forno cerca de 35 minutos ou até estar cozido, vigiar a cozedura fazendo o teste do palito.

Retirar do forno, deixar arrefecer um pouco e desenformar (ainda quente), invertidamente, tirando o papel vegetal com cuidado.

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA