Abril 11, 2014

Tarte bouquet de rosas

Para celebrar a primavera trago uma tarte em forma de bouquet de rosas inspirada na receita do Chef Alain Passard. É uma receita simples, leve mas requer uma dose de paciência e de preferência o uso de uma mandolina para conseguir laminar e moldar as maçãs. O efeito final compensa o trabalho. A massa areada é de amêndoa e optei por não fazer recheio no entanto ficará ótima com uma camada fina de compota de alperce ou maçã na base. Pode ser acompanhada com uma bola de gelado ou regada com molho toffee.

Tarte bouquet de rosas

Inspirada na tarte bouquet de roses de Alain Passard

Massa areada

  • 130g de farinha
  • 60g de amêndoa moída
  • 60g de manteiga magra
  • 80g de açúcar
  • 1 ovo
  • 1 pitada de sal
  • 1 c. (sob.) de pasta ou extracto de baunilha

Rosas

  • 3 a 4 maçãs grandes bem vermelhas
  • Açúcar em pó + canela q.b.
  • 30g de manteiga derretida
  • Sumo de 1 limão

 

Massa areada

Thermomix- Bimby: Pulverizar o açúcar uns segundos na vel. 9. Colocar os restantes ingredientes no copo e misturar uns segundos na Vel. 4, até conseguir moldar uma bola (não pegajenta). Se necessário adicionar mais farinha. Envolver em película aderente e reservar no frigorífico 15 min.

Tradicional: Num recipiente, misturar a farinha, a amêndoa moída, o açúcar e o sal. Juntar a manteiga aos bocados, o ovo, a baunilha e trabalhar manualmente até conseguir formar uma bola não pegajenta. (Se necessário, juntar mais farinha). Envolver em película aderente e reservar no frigorífico durante 15 min.

Estender a massa e forrar uma tarteira. Picar com um garfo e reservar até usar.

Rosas de maçã

Preparar uma taça com água e sumo de meio limão. Lavar bem as maçãs, cortar em quartos (uma de cada vez para não escurecerem) e retirar os caroços. Com uma mandolina (ou descascador de batatas) laminar cada quarto de maçã o mais fino possível (encostando um dos lados do quarto de maçã à base da mandolina). Proceder rapidamente e colocar as lâminas dentro da taça de água, para não escurecerem. As lâminas deverão ficar com cerca de 1mm de casca vermelha, de forma a fazer o efeito da rosa. Escorrer as lâminas e secá-las em cima de papel de cozinha. Escaldar umas quantas lâminas em água a ferver (ou passar uns segundos no microondas)  e secar com papel de cozinha. Estas serão para formar o centro da rosas, ficarão mais moldáveis depois de escaldadas.

Com muita paciência, começar por enrolar uma lâmina de maçã (escaldada) na base da forma e ir colocando lâminas à volta até formar uma rosa do tamanho que desejar. Repetir a operação até preencher a forma. Pincelar com manteiga derretida e polvilhar com uma mistura de açúcar em pó e canela.

Levar ao forno, pré-aquecido a 180ºC, durante cerca de 30 a 35 minutos, até ficar meio dourada.

Abril 04, 2014

Bolachas tipo tartelette de morango

Os meus morangueiros estão muito atrasados…enquanto espero vou comprando morangos no mercadinho de pequenos produtores, daqueles bem pequeninos mas muito saborosos. Chamam-lhe o morango Algarvio. E no sábado passado este foi o lanche cá em casa. Apeteceu-me umas bolachinhas e pensei logo numa compota de morango que serviria também para acompanhar uns iogurtes de coco. Acho que não foi lá grande ideia…se vos disser que não consegui resistir e que desapareceram todas, uma atrás da outra. As bolachas de amêndoa e baunilha já por si são deliciosas. E com a compota mais o iogurte são irresistíveis…

Bolachas tipo tartelette de morango

Bolachas

  • 130g de farinha
  • 40g de amêndoa moída
  • 60g de manteiga magra
  • 60g de açúcar
  • 1 ovo
  • 1 pitada de sal
  • 1 c. (sob.) de pasta ou extracto de baunilha

Compota de morango

  • 200g de morangos (+ 50g para laminar)
  • 1 c. (sopa) de sumo de limão
  • 3 c. (sopa) e açúcar amarelo

Iogurte de coco (receita aqui)

 

Bolachas

Thermomix-Bimby:  Pulverizar o açúcar. Adicionar os restantes ingredientes e processar 30seg/vel.3. Se necessário misturar mais uns segundos. Formar uma bola com as mãos. Envolver em película aderente e reservar uns 20 minutos no frigorífico.

Tradicional: Colocar a farinha peneirada numa taça, a amêndoa moída e fazer uma covinha no meio e colocar lá a manteiga amolecida. Misturar e esfarinhar com as pontas dos dedos. Juntar o sal, a baunilha, o ovo e amassar com as pontas dos dedos até ficar homogéneo e conseguir formar uma bola. Envolver em película aderente e reservar uns 20 minutos no frigorífico.

Compota de morango

Thermomix-bimby: Colocar os ingredientes no copo e programar 10 min/varoma/vel.2, ou mais uns minutos até obter uma compota consistente.

Tradicional: Colocar a fruta, o açúcar e o sumo num tachinho e levar ao lume uns minutos até a água evaporar e obter uma compota meio consistente. Deixar arrefecer.

Estender a massa, e com um copo ou cortador, formar bolachas e colocar num tabuleiro forrado com película aderente. Picar com um garfo e levar uns 10 minutos ao frigorífico. Retirar e espalhar um pouco de compota no meio de cada bolacha. Decorar com morangos laminados e levar ao forno até ficarem douradinhas. Deixar arrefecer no tabuleiro e servir.

 

Março 27, 2014

Tartes merengadas de maracujá, baunilha e chia {no copo}

Maracujá, o fruto da paixão é das frutas que mais gosto e que tornam qualquer sobremesa decadente. Inspirada na sugestão da querida Inês do adorável Ananás e Hortelã, transformei uma tarte famosa aqui do blog, a tarte de passion curd, numa deliciosa e prática sobremesa de copo. Melhorei a receita do curd que ficou ainda mais guloso com a baunilha e com uma bela consistência graças às sementes de chia. O resultado só podia ser apaixonante. É mesmo muito difícil de resistir.

 

Tartes merengadas de maracujá, baunilha e chia {no copo}

(Inspiradas nos blogs Ananás e Hortelã e Drizzle and Dip)

Base de bolacha

  • 100g de bolacha (usei Petit Beurre)
  • 30g de manteiga

Creme

  • 120ml de polpa de maracujá (7 maracujás aprox.)
  • 150g de açúcar
  • 3 ovos + 2 gemas
  • 75g de manteiga magra
  • 75ml de natas (light)
  • 1 c. (sob.) de Maizena
  • 2 c. (sob.) de sementes de chia
  • 1 c. (sob.) de pasta de baunilha ou 1 vagem raspada
  • 1 c. (sopa) de sumo de limão

Merengue

  • 2 claras (à temperatura ambiente)
  • 50g de açúcar
  • 1 c. (sob) de sumo de limão

Nota: Para quem não gosta de sentir as sementes de maracujá, poderá usar polpa de maracujá de compra. Ou então comprar o dobro da fruta e filtrar o sumo de forma a obter a quantidade necessária (120ml).

Base de bolacha

Thermomix – Bimby: Colocar as bolachas no copo e pulverizar uns segundos na vel. 9. Juntar manteiga e misturar 15 seg /vel. 6.

Tradicional:Triturar as bolachas. Juntar manteiga derretida e misturar bem.

Espalhar a bolacha uniformemente no fundo dos copos.

Curd de maracujá, baunilha e chia

Thermomix-Bimby: Colocar no copo todos os ingredientes e misturar 20 seg /Vel 4. Programar 8min/90º/Vel 3.

Tradicional: Num tacho de fundo espesso, bater os ovos + gemas com o açúcar até obter uma mistura homogénea. Juntar a polpa de maracujá, o sumo de limão, as natas, a baunilha, as sementes de chia, a manteiga e o amido de milho e levar a lume médio-baixo, mexendo sempre com um fouet, até engrossar.

Colocar o curd numa taça e tapar com película aderente colada ao creme. Deixar arrefecer.

Merengue

Thermomix-Bimby: Colocar a borboleta no copo e juntar as claras, o sumo de limão. Programar  3min./vel.3. Quando formar uma espuma, juntar metade do açúcar pelo bocal, quando ficar mais firme juntar o restante açúcar. Bater até obter um merengue firme.

Tradicional: Numa tigela em vidro ou inox, colocar as claras e sumo de limão e bater até formar picos moles, nessa altura juntar metade do  açúcar e continuar a bater. Assim que formar picos mais firmes, juntar o restante açúcar e bater cerca de 5 minutos até obter um merengue firme.

Montagem

Espalhar uma camada de bolacha no fundo de cada copo. Colocar uma camada de curd e com a ajuda de um saco pasteleiro espalhar o merengue por cima da tarte. Queimar com um maçarico.

 

Março 21, 2014

Barritas de sésamo e mel

Gosto muito de sementes, seja nos bolos, bolachas, no pão, nas saladas ou em snacks. Há algum tempo que queria experimentar estas barritas e fiquei encantada com estas do adorável blog Violeta Pasat, que tem receitas com passo-a-passo e fotos de cortar a respiração. Adaptei a receita e a única alteração que fiz foi substituir parte do açúcar por mel. É uma receita fácil, rápida e conservam-se durante bastante tempo. Gosto de acompanhar o meu café com uma barrita destas. Além disso estas sementes são preciosas a nível nutricional.

Barritas de sésamo e mel

Adaptada do blog Violeta Pasat

Para 20 barritas (aprox.)

  • 180g de açúcar branco
  • 2 c. (sopa) de mel (usei bio)
  • 200g de sésamo
  • 2 c. (sopa) de sumo de limão
  • 1 c. (café) de pasta de baunilha/extracto (opcional)

(Podem ver o passo a passo aqui)

Forrar uma forma quadrada de 25 x 25 aproximadamente, com papel vegetal. Colocar o sésamo numa frigideira e torrar até que fiquei ligeiramente dourado. Reservar.

Num tacho pequeno de fundo espesso, adicionar o açúcar com 1 colher de sopa de água mais o sumo de limão e levar a lume brando, mexendo constantemente, até formar um caramelo muito clarinho. Nessa altura juntar o mel e mexer bem. Acrescentar de imediato as sementes de sésamo e a baunilha e misturar até ficar homogéneo. Colocar dentro da forma e alisar rapidamente com a ajuda de uma colher de sopa molhada.

Deixar arrefecer e assim que estiver morno, colocar numa tábua de madeira e cortar em quadrados ou barritas. Envolver em papel vegetal e guardar numa lata ou caixa hermética. Duram bastante tempo.

Março 13, 2014

Mil folhas de morango

Já cheira a primavera e só penso em frutos vermelhos. Nestes lindos dias de sol tenho me dedicado à terra e na horta já plantei mirtileiro, framboeseiro, groselheira vermelha e negra, morangueiros e lavanda. Finalmente os meus ruibarbos já nasceram, graças à querida Naida do adorável Frango do Campo.  O mirtileiro já está a florir :) É um prazer enorme vê-los crescer. Agora é cuidar e esperar.

E porque já apetece sobremesas alegres, frescas e primaveris trago-vos este lindo mil-folhas. É simples, prático e surpreenderá quem o provar. A massa fica estaladiça e o contraste com o creme e os morangos é uma deliciosa tentação.

Mil folhas de morango

Mil folhas

  • 2 bases de massa folhada
  • 400g de morangos

Creme pasteleiro

  • 550ml de leite
  • 2 ovos + 1 gema
  • 100g de açúcar
  • 55g de Maizena (amido de milho)
  • 20g de manteiga
  • 1 vagem de baunilha

   Glacé

  • 1 clara de ovo
  • 150 a 200g de açúcar em pó
  • Corante vermelho

 

Pré-aquecer o forno a 200ºC. Entretanto preparar 1 ou 2 tabuleiros forrados com papel vegetal. Cortar 3 rectângulos de massa folhada do mesmo tamanho. Colocar os rectângulos de massa folhada no tabuleiro, picar bem com um garfo e cobrir com papel vegetal. Levar ao forno e nos primeiros minutos quando a massa começar a crescer colocar outro tabuleiro por cima para a massa folhada ficar bem direitinha e fina. Passado uns minutos retirar o tabuleiro e deixar dourar. Retirar e deixar arrefecer completamente.

 

Creme pasteleiro

TMX-Bimby: No copo da Bimby, colocar o leite e os restantes ingredientes incluindo as grainhas da vagem de baunilha Programar 10 min./temp.90º/vel.4.

Tradicional: Levar ao lume o leite com as grainhas da vagem de baunilha. Entretanto, numa tigela misturar os ovos com o açúcar e a maizena com um fouet. Juntar este preparado ao leite quente, mexendo sem parar até engrossar. Juntar a manteiga e mexer bem até obter um creme espesso e liso.

Colocar num recipiente e tapar com película aderente de forma a que esta fique colada ao creme. Deixar arrefecer e colocar no frigorífico.

 

Glacé:

Numa taça bater a clara com um garfo. Juntar o açúcar em pó peneirado, gradualmente e misturar bem com um fouet até obter a consistência desejada. Retirar duas colheres de sopa de glacé para outra taça, juntar o corante e misturar.

 

Montagem

Num prato de servir, colocar um rectângulo de massa folhada. Com um saco pasteleiro, preencher com o creme e colocar metades de morango por cima. Colocar mais creme por cima e cobrir com outro rectângulo. Proceder da mesma forma com o restante creme e morangos. Por fim cobrir com o último rectângulo. Espalhar bem o glacé por cima. Com um cone de papel vegetal ou seringa fazer uns riscos com o glacé vermelho, no sentido do comprimento. Com um palito fazer uns riscos no sentido da largura, começando de um lado e continuando no outro, assim sucessivamente. Colocar no frigorífico umas horas para solidificar.

Março 04, 2014

Mil crepes

Hoje é dia de crepes e trago-vos uma espécie de mil folhas, neste caso mil crepes. Imaginei-o assim, como um bouquet de rosas e recheado com creme pasteleiro de baunilha. É um bolo muito original e guloso. Adorei cortar cada fatia e ver o efeito às riscas com o creme a sobressair entre cada camada. É pura delícia, não fosse eu apaixonada por crepes e creme pasteleiro. O recheio pode ser outro qualquer, com chocolate seria também uma bela tentação.

Mil crepes

   Crepes

  • 250g de farinha
  • 4 ovos
  • 30g de açúcar
  • 500ml de leite
  • 50g de manteiga
  • 1 c. (chá) de pasta de baunilha ou extracto
  • 1 c. (sopa) de rum (opcional)
  • Raspas de limão

   Creme pasteleiro de baunilha

  • 450ml de leite
  • 100ml de natas
  • 3 ovos
  • 100g de açúcar
  • 45g de Maizena (amido de milho)
  • 20g de manteiga
  • 1 c. (sopa) de rum (opcional)
  • 1 vagem de baunilha

 

Crepes

Usei uma frigideira de 20cm.

TMX-Bimby: Colocar o leite, a manteiga e programar 4 min/37º/vel2. Colocar os restantes ingredientes no copo e misturar uns segundos na vel. 3/4, até ficar homogéneo.

Tradicional: Aquecer um pouco o leite com a manteiga, até ficar morninho. Misturar os ingredientes secos. Bater os ovos, juntar o leite morno, a baunilha, o rum e misturar. Com a batedeira, misturar os ingredientes secos com os líquidos até obter uma massa homogénea.

Aquecer uma frigideira pequena anti-aderente. Embeber um pouco de papel cozinha em óleo e passar na frigideira (repetir esta operação entre cada crepe). Verter uma porção de massa (meia colher de concha). Com uma espátula descolar as laterais e assim que estiver dourada virar do outro lado e deixar dourar. Continuar o processo até terminar a massa.

Creme pasteleiro

TMX-Bimby: No copo da Bimby, colocar o leite e os restantes ingredientes incluindo as grainhas da vagem de baunilha Programar 10 min./temp.90º/vel.4.

Tradicional: Levar ao lume o leite com as grainhas da vagem de baunilha. Entretanto, numa tigela misturar os ovos com o açúcar e a maizena com um fouet. Juntar este preparado ao leite quente, mexendo sem parar até engrossar. Juntar a manteiga e o rum, mexer bem até obter um creme espesso e liso.

Colocar num recipiente e tapar com película aderente de forma a que esta fique colada ao creme. Deixar arrefecer.

Montagem

Num prato de servir, colocar um crepe e barrar com uma colher de sopa de creme. Repetir a operação até sobrarem 2 crepes. Enrolar os crepes restantes e cortar vários rolinhos com cerca de 1cm. Decorar o bolo e reservar no frigorífico umas horas. (De preferência a noite toda).

Fevereiro 25, 2014

Bica branca de Laza

Bica de Laza é uma receita típica da Galícia, ligada principalmente aos festejos carnavalescos, que já há muito estava na minha lista. O aspecto deste bolo cativa logo à primeira, quer pela sua cor branca, quer pela sua indescritível textura. Lembra o bolo de claras mas na minha opinião ainda fica melhor. Existe outra versão, a bica amarela que leva ovos inteiros. É um bolo simples, perfeito, fofo, húmido e o crocante de açúcar e canela dá-lhe um toque irresistível. Fiquei com vontade de o repetir muitas vezes.

021

Bica branca de Laza

Adaptada do blog Uno de Dos

  • 5 claras, à temperatura ambiente
  • 180g de açúcar
  • 190g de farinha s/ fermento
  • 190ml de natas frescas (+ de 30% m.g.)
  • 1 c. chá de pasta de baunilha ou extracto q.b.
  • Açúcar e canela p/ polvilhar

 

Untar e forrar uma forma rectangular alta (aprox. 20x30cm) com papel vegetal, deixando umas margens.

Thermomix-Bimby: Colocar a borboleta e bater as claras em castelo durante 5 min./temp.37º/vel.3 1/2. Com as claras já montadas, e ainda com a borboleta, programar 3 min./temp.37º/vel.3 e juntar o açúcar e a baunilha pelo bocal gradualmente, até formar um merengue. Reservar numa taça grande. Com o copo bem seco e limpo, bater as natas, sem a borboleta, só com as lâminas, durante 15 a 20 seg. na velocidade 9.

Tradicional:  Começar a bater a claras e quando formar espuma juntar o açúcar e a baunilha pouco a pouco e bater até obter um merengue firme e reservar. Noutro recipiente, bater as natas (bem frias) em chantilly firme e reservar.

Aos poucos, juntar a farinha peneirada às claras e envolver delicadamente, com movimentos circulares de forma a não retirar o ar, até ficar homogéneo. Por fim, envolver o chantilly delicadamente, com movimentos circulares. Colocar na forma, alisar e polvilhar com açúcar e canela. Levar ao forno pré-aquecido a 200ºC. Passado 10 minutos baixar para 180ºC e deixar cerca de 45min. Ao fazer o teste do palito este deverá sair seco. Retirar, deixar arrefecer uns 10 minutos e desenformar.

022

Fevereiro 18, 2014

Tatin de pera e baunilha

Pera é uma fruta que nunca falta cá em casa. A favorita do meu filhote. É um fruta que resulta muito bem em tartes e como queria uma sobremesa simples e rápida optei por uma tarte tatin - um clássico francês. Nem me dei ao trabalho de fazer uma massa quebrada mas se preferirem ainda ficará melhor. Prefiro saboreá-la morninha e acompanhei-a com crème fraîche açucarada. Acreditem, é maravilhosa!

 

Tatin de pera e baunilha

    Para uma forma de (22cm)

  • 8 a 9 peras
  • 80g de açúcar
  • 60g de manteiga
  • 1 vagem de baunilha
  • 1 pitada de sal grosso
  • 1 base de massa quebrada
  • Sumo de meio limão
  • água q.b.
  • Crème fraîche (ou gelado) + açúcar (p/ servir)

    Tradicional

  1. Descascar as peras e cortar em metades. Retirar os caroços e regar com sumo de limão.
  2. Derreter o açúcar com umas gotas de limão numa frigideira grande (anti-aderente).
  3. Quando começar a ficar dourado juntar o sal, a manteiga aos cubos e mexer com uma colher de pau.
  4. Juntar a vagem de baunilha aberta e raspada (com as sementes) e as metades de pera.
  5. Cozinhar em lume brando, cerca de 30 min., regando sempre as peras com o molho que se vai formando.
  6. Acrescentar um pouco de água, sempre que o molho reduza e virar diversas vezes as metades de pera.
  7. Quando estiverem macias, retirar do lume.
  8. Forrar uma forma redonda (22cm) com papel vegetal.
  9. Dispor as metades de barriga para baixo na forma, bem juntas e regar com o molho.
  10. Colocar a massa quebrada por cima das peras e aparar deixando cerca de 2cm nas extremidades.
  11. Introduzir as extremidades nas laterais da forma, de forma a cobrir bem as peras.
  12. Levar ao forno cerca de 40 minutos, até a massa quebrada ficar douradinha.
  13. Esperar uns 10 minutos antes de desenformar para um prato ligeiramente maior.
  14. Servir morno com crème fraîche açucarada.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...