Coconut pink velvet cake roll

copy0005

Mais um ano a terminar, tão rápido que nem vi passar, e mais uma uma primavera celebrada. Este foi o bolinho escolhido para o meu aniversário. Uma torta de veludo de baunilha, recheada com um delicioso creme de coco e coberta com pasta de açúcar da Vahiné. Decorei com framboesas e macarons de compra para ser mais prático.  Ficou com um ar Natalício e foi muito apreciada por quem a provou. O bolo fica fofo e húmido e o recheio de coco combina na perfeição.

copy017

 

Coconut pink velvet cake roll

Adaptada daqui

Bolo

  • 4 ovos
  • 120g de farinha c/ fermento
  • 120g de açúcar
  • 1 saq. de açúcar baunilhado da Vahiné
  • 1 c. (sopa) de óleo
  • 2 c. (sopa) de buttermilk*
  • 1 c. (chá) de vinagre
  • 1 c. (café) de sal
  • Corante em gel rosa q.b.

Recheio

  • 250g de queijo creme
  • 150g de queijo quark
  • 2 c. (sopa) de creme de coco
  • 100g de açúcar em pó
  • 2 a 3 gotas de extrato de coco
  • 2 c. (sopa) de coco ralado

Cobertura

  • 1 emb. de pasta de açúcar branca da Vahiné
  • Coco ralado, framboesas e macarons p/ decorar

 

{Bolo}

*Buttermilk – Colocar numa chávena pequenina um pouco de leite e juntar umas gotas de sumo de limão. Deixar em repousa 5 a 10 minutos para coalhar.

Forrar um tabuleiro retangular de 22x33 com papel vegetal. Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Thermomix-Bimby: Pulverizar os açúcares na vel. 9 uns segundos. Inserir a borboleta. Colocar no copo os ovos e bater 4min/37º/vel 3,5. Retirar a borboleta. Adicionar o buttermilk, o sal, o óleo, o vinagre e o corante e misturar na vel. 4 até ficar homogéneo. Juntar a farinha e envolver 5seg/vel.3.

Tradicional: Bater os ovos com os açúcares até obter um creme fofo e esbranquiçado, durante 6 minutos. Juntar o buttermilk, o óleo, o sal, o vinagre, o corante e misturar com a batedeira na vel. máxima, até ficar bem integrado. Juntar a farinha e envolver delicadamente.

Espalhar bem a massa no tabuleiro e levar ao forno cerca de 10 a 15 minutos, vigiando. Estender um pano de algodão liso na bancada e polvilhá-lo com bastante açúcar em pó. Desenformar o bolo para cima do pano e retirar papel vegetal de cima, delicadamente. Enrolar a torta com o pano a partir do lado menor, pressionando bem e dobrar as pontas. Deixar arrefecer em cima de uma grelha.

{Recheio}

Com a batedeira na vel. média, misturar os queijos com o creme e extrato de coco e o açúcar em pó (não bater demasiado para não ficar líquido). Por fim Juntar o coco ralado e envolver. Reservar no frigorífico até usar.

{Montagem}

Desenrolar a torta em cima de uma folha de papel vegetal, espalhar o recheio com uma espátula e enrolar novamente. Enrolar a folha de papel vegetal á volta e dobrar as pontas. Reservar umas horas no frigorífico.

Polvilhar a bancada com açúcar em pó. Amassar um pouco a pasta com as mãos e com o rolo, estendê-la em forma de retãngulo. Enrolar a pasta no rolo e cobrir a torta, alisando bem com a mão ou com um utensílio próprio. Cortar o excedente e decorar a gosto.

 

copy039copy040copy047copy048

Savarin com chantilly e framboesas

copy032

O Savarin é uma especialidade francesa e para quem não conhece, trata-se de uma massa de brioche menos densa, embebida num xarope de rum, guarnecido com chantilly e fruta fresca. Já existe outra receita aqui no blog mas esta é uma versão melhorada. Para quem não gosta de rum, pode sempre substituir por uma calda de laranja ou outro licor a gosto. Recomendo vivamente, é uma sobremesa que vou repetir muitas vezes, que só de pensar me dá água na boca. Imaginem um bolo fofo e esponjoso encharcado com um aroma delicioso. Conjugado com as framboesas e o chantilly é um pedaço de céu. Uma bela sugestão para a mesa de Natal.

010 cópia

 

Savarin com chantilly e framboesas

    Savarin (massa)

  • 130g de farinha
  • 1 c. (chá) de açúcar
  • 1/2 c. (café) de sal
  • 12 g de fermento fresco (padeiro)
  • 2 ovos
  • 50ml de leite
  • 50 g de manteiga (amolecida)

    Xarope

  • 500ml de água
  • 250g de açúcar
  • 6 c. (sopa) de rum
  • 1 vagem de baunilha

     Chantilly

  • 200ml de natas (bem frias)
  • 25g de açúcar em pó (icing sugar)
  • 1 c. (sopa) de açúcar baunilhado
  • Umas gotas de sumo de limão

      Decoração

  • 1 saqueta de cobertura brilhante para tartes (da Vahiné)
  • Framboesas e physalis (ou outras)

 

{Massa do Savarin}

Thermomix – Bimby: Colocar o leite no copo, juntar o fermento desfeito e misturar uns segundos na vel. 4. Juntar os ovos, o açúcar e a manteiga mole e misturar na vel 5 até ficar homogéneo. Adicionar a farinha e o sal e amassar 5 a 6 minutos na velocidade espiga. Por fim juntar a manteiga amolecida e amassar novamente até ficar bem integrada. Colocar a massa num recipiente, tapar com um pano e  deixar levedar 1h a 1h30. 

MFP: Colocar o leite na cuba com o fermento desfeito. Juntar os ovos, o açúcar, a farinha e por cima o sal. Selecionar o programa “amassar” ou “massa” da máquina. Ao fim de 5 minutos juntar a manteiga amolecida e continuar o programa até ao fim (ficará a levedar dentro da cuba cerca de 1h a 1h30). 

Tradicional: Dissolver o fermento no leite morno. Num recipiente colocar a farinha misturada com o sal e no meio colocar os ovos, o açúcar e o leite com o fermento. Amassar com as mãos durante uns 6 minutos. Por fim juntar a manteiga amolecida e amassar até ficar integrada. Obterá uma massa muito mole. Colocar um pano por cima e deixar levedar 1h a 1h30.

{Xarope}

Entretanto preparar o xarope. Num tacho colocar a água, o açúcar e as sementes de baunilha raspadas e leve ao lume cerca de 3 minutos (após fervura) até obter um xarope. Retirar do lume e juntar o rum.

Quando a massa tiver dobrado de volume, colocá-la numa forma de buraco untada com manteiga, tendo em conta que a massa terá de ficar até meio da forma porque irá crescer cerca do dobro. Colocar no forno pré-aquecido a 180ºC,  cerca de 30 minutos.  Deixar arrefecer 5 minutos antes de desenformar. Colocar novamente dentro da forma ainda quente e regar com o xarope várias vezes para o brioche ficar totalmente embebido. Deixar repousar várias horas (uma noite é o ideal) e desenformar num prato. Pincelar com o preparado de cobertura brilhante da Vahiné.

Bater as natas bem frias com as gotas de limão durante cerca de 1 minuto e juntar o açúcar em pó e o açúcar baunilhado. Bater até ficarem firmes. Colocar fruta e o chantilly no centro do savarin e decorar com fruta fresca.

 

026 cópia047 cópia

copia062

Bolachas linzer com doce de leite

copy076

O frio instalou-se e com o Natal a caminho, chegam receitas vestidas a rigor, mais pecaminosas e com um toque de magia. Gosto muito de bolachas caseiras mas confesso que raramente as faço. Tinha esta forma linzer natalícia para estrear e achei que era o momento certo. Contei com a ajuda do meu filhote que adora mexer na massa (sai á mãe) e que só me pergunta quando voltamos a repetir para poder experimentar toda a coleção de forminhas. O pior de tudo é que elas desapareceram uma atrás da outra de tão boas que são. O doce de leite pode ser substituído pelo recheio que mais gostarem.

copy037

Bolachas linzer com doce de leite

Massa areada (de Pierre Hermé)

  • 120g de manteiga
  • 2g de sal fino
  • 90g de açúcar em pó
  • 15g de amêndoa moída
  • 1 c. (café) de pasta de baunilha ou extracto
  • 1 ovo
  • 240g de farinha
  • 150g de doce de leite (leite condensado cozido)

 

Thermomix-Bimby:  Pulverizar o açúcar. Adicionar os restantes ingredientes e processar 30seg/vel.3. Se necessário misturar mais uns segundos. Formar uma bola com as mãos. Envolver em película aderente e reservar umas horas no frigorífico.

Tradicional: Colocar a farinha peneirada numa taça, o açúcar, a amêndoa moída e  no meio colocar a manteiga amolecida. Misturar e esfarinhar com as pontas dos dedos. Juntar o sal, a baunilha, o ovo e amassar com as pontas dos dedos até conseguir formar uma bola. Envolver em película aderente e reservar umas horas no frigorífico (para ficar bem fria).

Estender a massa e com um cortador,  formar bases e topos com buraco e colocar num tabuleiro forrado com película aderente. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 15 minutos. Deixar arrefecer numa grelha. Rechear com o doce de leite.

 

copy078

copy038copy061

Pastéis de nata de baunilha

copy004

Quem não gosta de um belo pastel de nata? Acho que quase ninguém… Pois para mim, da pastelaria portuguesa é o que mais gosto, talvez por se assemelhar ao meu favorito francês – O flan pâtissier. Mas nem todos são bons. Há receitas diferentes e na minha opinião a perfeita nem leva natas, ao contrário do que o nome indica. Decidi experimentar a receita da querida Vânia do Sabores da Alma, porque foi a  única que me seduziu de imediato e já estava na lista há séculos. Aromatizei-os com baunilha bourbon, como não podia deixar de ser, e fiquei deliciada com o resultado. Acho que comi o melhor pastel de nata de sempre, ainda por cima feito com ovos caseiros. Talvez seja da baunilha que o torna mais guloso, no entanto se preferirem podem aromatizar com canela, casca de limão e laranja, como sugere a Vânia.

copy015

 

Pastéis de nata de baunilha

Adaptada do blog Sabores da Alma

{Para aprox. 14 pastéis}

    Calda

  • 250g de açúcar branco
  • 125g de água

    Pastéis

  • 400g de massa folhada (usei de compra, congelada)
  • 6 gemas (usei caseiras)
  • 500ml de leite
  • 36g de farinha
  • 36g de amido de milho (Maizena)
  • 1 vagem de baunilha
  • 170ml de calda

Untar as forminhas com manteiga (usei spray anti-aderente). Estender a massa folhada num retângulo. Enrolar no sentido do comprimento e cortar rodelas com 1,5cm. Colocar a rodela na base da forminha e com o dedo polegar molhado em água, esticar a massa do centro para os rebordos tendo o cuidado de esticar bem a massa que se acumula no fundo. Repetir a operação até acabar a massa.

{calda}

Levar todos os ingredientes ao lume e deixar ferver cerca de 4 minutos, até obter o ponto pérola. Retirar do lume e deixar arrefecer.

{Creme}

Thermomix-Bimby: Colocar o leite no copo, as farinhas, as sementes da baunilha, as gemas e programar 6min/90ºC/vel. 3. Por fim juntar a calda e misturar uns seg. na vel. 4.

Tradicional: Dissolver as farinhas num pouco de leite. Juntar as gemas e envolver bem. Levar o restante leite ao lume com a vagem de baunilha aberta e raspada até ferver. Retirar a vagem, juntar o leite às gemas e envolver bem. Por fim adicionar a calda e misturar até ficar homogéneo.

Colocar o recheio nas forminhas e levar ao forno a 250ºC até a massa folhar e o recheio tostar por cima.

 

copy038copy080

copy058copy097copy121

Croissants de massa folhada caseira

copy003

Demorou, demorou até que foi. Foi desta que experimentei os croissants de massa folhada. A versão brioche é deliciosa mas esta… ai esta é ainda melhor, que coisa mais boa e que cheirinho na cozinha…

Segui a receita de um blog francês que gosto muito e que além de passo a passo, tem um vídeo que facilita muito porque não é fácil de explicar por palavras o procedimento. Não tem nada de complicado, só precisamos de um pouco de paciência pelos tempos de espera. Além disso, sabe tão bem mexer na massa, é terapêutico. Pelo que li, existe uma manteiga especial para massa folhada mas cá não sei se há, pelo menos nunca vi. Usei manteiga de boa qualidade, sem sal. Foi difícil parar de comer, confesso. Com doce de morango, o meu favorito, é quase impossível parar. Congelei uma parte para não cair em tentação.

copy023

Croissants de massa folhada caseira

Adaptada do blog Chef Nini

Massa inicial

  • 250 ml de leite
  • 40g de açúcar
  • 1 c.(café) de sal fino
  • 450g de farinha T55
  • 12g de fermento padeiro
  • 10g de manteiga

Manteiga

  • 250g de manteiga fria
  • gema de ovo p/ pincelar

 

{Preparação da manteiga}

Colocar a manteiga fria num saco de plástico e com a ajuda de um rolo, formar um quadrado de 15x15cm. Reservar a manteiga no frigorífico.

{Preparar a massa inicial}

Máquina de fazer pão: Colocar na cuba, o leite com o fermento desfeito e o açúcar. Espalhar a farinha, a manteiga e o sal por cima. Selecionar o programa “Massa”. Assim que os ingredientes estiverem ligados e se formar uma bola desligar o programa, retirar a massa, envolver em película aderente e reservar no frigorífico durante uma noite. (Não se deve amassar demasiado para evitar que a massa fique elástica).

Tradicional: Colocar num recipiente, o leite com o fermento desfeito e o açúcar. Espalhar a farinha, a manteiga e o sal por cima. Misturar manualmente até os ingredientes estarem ligados e conseguir formar uma bola. Envolver em película aderente e reservar no frigorífico durante uma noite. (Não se deve amassar demasiado para evitar que a massa fique elástica).

Thermomix-Bimby: Colocar no copo o leite, o fermento desfeito, o açúcar, por cima a farinha, o sal e a manteiga. Selecionar a vel. espiga e assim que os ingredientes estiverem ligados e se formar uma bola, desligar, retirar a massa, envolver em película aderente e reservar no frigorífico durante uma noite. (Não se deve amassar demasiado para evitar que a massa fique elástica).

{Massa folhada}

Passo a passo da massa folhada aqui.

Retirar o ar da massa e polvilhar a bancada com farinha. Com o rolo estender um quadrado de 30x30cm. Colocar o quadrado de manteiga fria no centro do quadrado em posição de losango. Fechar os quatros lados do quadrado e selar bem. Entender com o rolo formando um retângulo. Dobrar a parte de cima até meio e de seguida dobrar a parte de baixo por cima da primeira. (ver fotos do passo a passo). Estender novamente um retângulo e repetir a operação. Desta forma deu 2 voltas à massa. Envolver em película aderente e reservar uma hora no frigorífico.

Passado uma hora, repetir a operação de cima (mais 2 voltas) e reservar outra hora no frigorífico. Passado esse tempo repetir pela última vez a operação (mais 2 voltas) e reservar no frigorífico 1h no mínimo.

{Croissants}

Passo a passo com vídeo dos croissants aqui.

Colocar a massa na bancada e dividir a massa em 2 partes. com o rolo, estender cada parte em retângulo de 15cmx40cm. Com um cortador de pizza, cortar triângulos com 10 a 15cm de largura cada (ver fotos). Enrolar cada triângulo (ver vídeo), partindo da parte mais larga. Colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal. Deixar levedar entre 1 a 2h à temperatura ambiente, numa zona abrigada. Pincelar com gema de ovo. Levar ao forno pré-aquecido a 200ºC cerca de 15 a 20 min. ou até ficarem dourados.

copy034copy036copy042copy056copy059copy061

Bolo mousse de castanha e chocolate / Creme de castanha com baunilha

copy036

Como sabem o blog completou há pouco 5 anos e já há algum tempo que andava com ideias de mudar a o visual. Ao ver o portfolio da Joana da JL Design tive a certeza que seria a pessoa certa para criar a nova imagem do Coco & Baunilha. Fiquei rendida logo à primeira proposta. Depois foram só uns pequenos ajustes e eis o resultado :) Espero que gostem.

E porque já é Outono, a sério, o post de hoje é a condizer. O creme de castanha é uma receita já antiga aqui do blog mas foi melhorada e adaptada à Bimby. Para quem nunca provou é extramente delicioso, come-se mesmo à colher e fica ótimo em bolos ou sobremesas. Dá algum trabalho a preparar mas garanto que vale bem a pena. No entanto, se preferirem também encontram em hipermercados. Desta vez apeteceu-me experimentar um bolo tipo mousse que vi na revista Saveurs. Já sabia que era um bolo de bradar aos céus, têm mesmo de provar…chocolate e este creme de castanha baunilhado têm tudo a ver. Para não falar da consistência esponjosa que derrete na boca a cada colherada. Isto porque não leva farinha e as claras são montadas em castelo.

Polvilhado de branco é uma excelente sugestão para a mesa de Natal. Com este creme também sugiro este fondant e este iogurte, ambos irresistíveis.

copy114

 

Creme de castanha com baunilha

  • 600g a 700g de castanhas s/ casca peladas (cerca de 900g com casca)
  • 600g de açúcar amarelo
  • 1 vagem de baunilha premium de Madagáscar*
  • 1 c. (sobremesa) de rum (opcional)

 

*Podem encontrar baunilha de Madagáscar, vagens de qualidade superior com melhor preço na Boutique da Baunilha.

Dar um corte cruzado em cada castanha.

Thermomix-Bimby: Colocar as castanhas no copo e adicionar cerca de 1kg de água. Programar 15min/100º/vel.colher. Descascar e pelar as castanhas. Colocar as castanhas limpas no copo e cobrir com água (até à altura das mesmas). Programar 20min/100º/vel.1. Filtrar e reservar a água. Triturar as castanhas 30seg/vel 3-5-7-9 e reservar. Colocar o açúcar no copo com 250g da água reservada (cerca de metade do peso do puré obtido) e a vagem de baunilha aberta e raspada. Programar 5min/varoma/vel.1. Juntar o puré e cozer 20min/100º/vel.3. No final juntar o rum e triturar uns segundos na vel.10. Distribuir em frascos, colocar as tampas e inverter os mesmos para criar vácuo.

Tradicional: Colocar as castanhas num tacho, cobrir com água e levar ao lume durante 20 minutos. Descascar e pelar as castanhas e colocar novamente num tacho cobertas com água para cozerem mais uns 15 minutos até se desfazerem facilmente. Coar e guardar a água. Num robot ou com a varinha mágica, triturar até obter um puré (se necessário juntar um pouco de água da cozedura). Num tacho levar o açúcar ao lume com a água reservada (cerca de metade do peso do puré, 250g aprox.) e a vagem de baunilha aberta e raspada. Quando formar um xarope espumoso, juntar o puré de castanhas e mexer bem até obter um creme homogéneo. Deixar 40 minutos em lume brando, mexendo de vez enquanto. O creme ficará mais escuro e mais espesso. No fim retirar a vagem, juntar o rum e triturar novamente.Distribuir em frascos, colocar as tampas e inverter os mesmos para criar vácuo.

 

copy050

 

Bolo mousse de castanha e chocolate {sem farinha}

Adaptado da Revista Saveurs, nº214

  • 100g de chocolate negro (60% de cacau)
  • 500g de creme de castanha com baunilha*
  • 4 ovos
  • 100g de manteiga c/ sal
  • 1 pitada de sal

*Podem encontrar creme de castanha com baunilha em hipermercados, caso não queiram fazer caseiro.

Forrar o fundo de uma forma de 22cm com papel vegetal, untar a lateral com manteiga e polvilhar com farinha. Pré-aquecer o forno a 180ºC. Separar as gemas das claras.

Thermomix-Bimby: Colocar a borboleta no copo bem limpo e seco. Bater as claras com uma pitada de sal cerca 4min/vel.3. Reservar numa taça grande. Colocar o chocolate partido e a manteiga e programar 5min/50º/vel. 1. Juntar o creme de castanha e misturar na vel. 4, até ficar homogéneo (Com a espátula raspar a lateral do copo a meio). Por fim juntar as gemas e misturar na vel.3, até ficar homogéneo. Juntar gradualmente às claras montadas e envolver delicadamente com uma espátula. Levar ao forno cerca de 45 a 1h. Deverá ficar meio firme ao tocar o centro. Deixar arrefecer dentro do forno. Desenformar quando estiver frio.

Tradicional: Bater as claras em castelo com a pitada de sal. Derreter o chocolate com a manteiga em banho-maria (ou microondas). Juntar o creme de castanha gradualmente e misturar com a batedeira. Adicionar as gemas e bater até ficar homogéneo. Por fim envolver delicadamente as claras montadas com uma espátula. Levar ao forno cerca de 45 a 1h. Deverá ficar meio firme ao tocar o centro. Deixar arrefecer dentro do forno. Desenformar quando estiver frio.

 

copy082copy089copy104copy107copy109copy124

Charlotte de morango, ruibarbo e rosa

copy020

Hoje o blog faz 5 anos e o post é especial :)

Na altura quando comecei, nunca imaginei que pudesse durar tanto, começou tudo numa brincadeira, uma espécie de caderno de receitas. O que é certo é que fui gostando e acabei por me apaixonar por todo o processo, aqueles momentos em que estou deliciosamente a pensar na receita que irei fazer, os momentos de inspiração nos meus livros preferidos, na blogosfera e no Pinterest, os momentos terapêuticos na cozinha (por vezes de stress quando algo não corre bem), a imaginação e a preparação do cenário, a sessão fotográfica, a edição das fotos e a preparação de cada post. É um trabalho longo mas que é feito com paixão e me dá imenso prazer. Mas o blog não seria nada se não fossem vocês, sempre com palavras carinhosas e motivadoras, sempre que perdem um pouco do vosso tempo para deixar um comentário, e o feedback de quem experimenta as receitas. É a grande recompensa, que me deixa muito feliz e com imensa vontade de continuar.

Para celebrar, trago esta charlotte feita com os famosos Biscuits Rose de Reims. Para quem não conhece, é um biscoito seco, delicado e muito charmoso, típico francês, da zona de Reims, do género dos palitos La Reine. Ficam maravilhosos em sobremesas porque têm uma boa capacidade de absorção. São difíceis de encontrar em Portugal, estes que usei são originais que me foram oferecidos no entanto podem encontrar a receita caseira aqui no blog. Já os vi à venda no supermercado E. Leclerc e talvez encontrem nas lojas gourmet do El Corte Inglès.
A receita é praticamente a mesma das minhas anteriores charlottes, só mudam os sabores. A combinação morango, ruibarbo e rosa é perfeita, doce e perfumada. É uma sobremesa leve, para isso usei queijo quark magro. Os biscoitos, depois de uma noite de repouso, absorvem toda humidade e transformam-se num autêntico bolo, muito fofo. E claro fica lindo em tons de rosa.

copy027copy032copy033

 

Charlotte de morango, ruibarbo e rosa

  • 500g de queijo quark 0% (ou fromage blanc)
  • 200g de natas (+30%), bem frias
  • 150g de açúcar
  • 250g de morangos (+ p/ decoração)
  • 200g de ruibarbo
  • 100g de framboesas
  • Umas gotas de sumo de limão
  • 1 c. (café) de pasta de baunilha (ou 1 vagem de baunilha)
  • 1 a 2 c. (sopa) de água de rosa alimentar
  • 6 folhas de gelatina
  • 350g (1 emb. e meia) de biscuits Rose de Reims (ou palitos La Reine)

 

 

Forrar a base de 2 formas (19cm e 13cm) c/fundo amovível, com papel vegetal.

Demolhar as folhas de gelatina em água fria. Num liquidificador, triturar os morangos com o ruibarbo e o sumo de limão (TMX-Bimby:processar uns segundos na vel. 5, 7). Reservar um 1/3 do puré numa taça e juntar 1 c. (sopa) de açúcar. Levar o restante puré com o açúcar ao lume até ferver. (TMX-Bimby: +/- 4min/100ºC/Vel. 3). Retirar do lume, juntar a gelatina bem espremida e mexer vigorosamente com um fouet (TMX-Bimby: juntar a gelatina pelo bocal e misturar uns segundos na vel.4). Juntar 1 colher de sopa de água de rosa e misturar. Deixar arrefecer completamente.

Juntar uma colher de sobremesa de água de rosa ao puré de fruta reservado. Molhar rapidamente a parte interior dos palitos e distribuir alguns na base de cada forma e depois à volta da mesma, bem juntinhos. Preencher os espaços vazios com bocadinhos de palitos.

Bater as natas até ganharem volume e ficarem firmes. (TMX-Bimby: com borboleta, sem copinho, na vel 3 e 1/2 mais ou menos 2 minutos e com cuidado para não passarem a manteiga). Misturar o quark e o puré de fruta arrefecido, até ficar homogéneo. Juntar as natas batidas envolvendo delicadamente com um fouet. Distribuir o creme  pelas duas formas até meio. Distribuir algumas framboesas e cobrir com o restante creme. Cobrir o creme com palitos semi-embebidos.  Levar ao frigorífico durante uma noite para solidificar bem. Desenformar com cuidado num prato de serviço, sobrepor a charlotte mais pequena no centro da maior. Decorar a gosto com frutos vermelhos.

copy039copy042copy046copy059copy063copy069copy073copy079copy080

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...