Julho 25, 2014

Iogurte de ruibarbo, banana e morango

Hoje trago um delicioso iogurte para adoçar o vosso fim de semana, sem fazer estragos :) O ruibarbo combina muito bem com outras frutas, já experimentei morango e framboesa e agora com banana fica mais que perfeito. Bem sei que não é fácil de encontrar mas para quem conseguir, não deixem de experimentar a compota e este iogurte. Para quem vive na zona de Lisboa, podem encontrar no Mercado da Ribeira, no mercadinho biológico do Príncipe Real, nos supermercados BRIO, no Supercor. No Algarve só encontrei no Apolónia. Agora já posso colher o meu diretamente da horta, o que me deixa muito feliz.

Para quem ainda não sabe, se quiserem ganhar uma tábua decorada por mim, igual a esta da foto está a decorrer um passatempo que acaba já amanhã, dia 26. Podem participar aqui. Boa sorte!

Iogurte de ruibarbo, banana e morango

Iogurte

  • 800 ml de leite meio-gordo (fresco tipo Vigor)
  • 2 c. (sopa) de leite em pó (magro)
  • 50g de frutose (ou açúcar amarelo)
  • 1 c. (chá) de pasta de baunilha ou extracto
  • 1 iogurte natural

Compota

  • 300g de ruibarbo
  • 50g de morango
  • 50g de banana
  • 2 a 3 c. (sopa) de açúcar amarelo (consoante a acidez)
  • 2 c. (sopa) de água

 

Compota

Colocar num tachinho, a fruta cortada, a água e o açúcar e levar ao lume uns 10 a 15 minutos ou até evaporar a água e obter uma compota.  Reservar um pouco de molho da compota para juntar ao iogurte. Distribuir a compota pelos copinhos e deixar arrefecer.

Iogurte

Thermomix-Bimby: No copo colocar o leite, o leite em pó, a baunilha, o açúcar e misturar na 15seg/vel 4. Programar 9 min/90º/vel.3 (ou até começar a ferver). Quando estiver morno, juntar um pouco de molho da compota (arrefecido) e o iogurte natural e misturar novamente uns segundos na vel. 3.

Tradicional: Levar ao lume o leite, o leite em pó, o açúcar, a baunilha e misturar com um fouet até ficar bem dissolvido. Quando levantar fervura retire do lume e deixar arrefecer. Quando estiver morno, juntar um pouco de molho da compota (arrefecido) e o iogurte natural e misturar com um fouet até ficar bem integrado.

Distribuir pelos copos e levar à iogurteira cerca de 10 horas. Colocar as tampas e reservar no frigorífico pelo menos 4 horas antes de consumir. Caso não tenha iogurteira, deverá abafar bem os copos com uma manta polar, dentro do forno previamente aquecido a 50ºC, cerca de 12 horas.

 

Julho 16, 2014

Tapioca de coco e baunilha com compota de framboesa

copy012

Parece que o calor veio para ficar… e com ele a vontade saborear coisas exóticas e frescas. Os dias por aqui são de praia alternados com piscina e trabalho do bom.  Este creme de tapioca tem tudo, é saudável, extramente cremoso, a textura é indescritível, lembra o arroz doce mas é mais macio, fofo. O trio de sabores é dos meus preferidos, coco, baunilha e framboesa. Uma sobremesa fresca, rápida e ótima para surpreender os amigos.

Está a decorrer um passatempo no facebook, passem por lá se quiserem ganhar uma linda tábua de cozinha decorada por mim. Boa sorte!

copy018

 

Tapioca de coco e baunilha com compota de framboesa

 

  • 400ml de leite de coco (usei uma lata Koala)
  • 200ml de leite*
  • 70g de tapioca miúdinha
  • 60g de frutose (ou açúcar)
  • 1 vagem de baunilha
  • 200g de framboesa
  • 3 c. (sopa) de açúcar
  • Gotas de sumo de limão

Nota:

*Pode-se usar leite vegetal, como por exemplo leite de arroz e coco.

Compota

Colocar as framboesas com 3 c. de sopa de açúcar e o sumo de limão, num tachinho e levar ao lume durante 10 a 15 minutos, até obter uma compota. Distribuir a compota pelos copos ou taças.

Creme de tapioca

Misturar o leite de coco, o leite, o açúcar e as raspas da baunilha num tacho e levar ao lume. Quando estiver quente juntar a tapioca e cozinhar em lume brando, mexendo com frequência, durante 15 a 20 minutos até engrossar. Distribuir pelos copos, deixar arrefecer e levar ao frigorífico. (Thermomix-Bimby: Programar 20min/90º/Vel. 2 inversa.). Decorar a gosto e servir bem frio.

copy023

copy027

copy028

copy035

 

Sigam também a minha página Cake Stand by Coco & Baunilha.

Julho 08, 2014

Panna cotta de lavanda e baunilha

copy023

Colhi lavanda há dias. Depois passei-a por água, deixei secar uns dias e guardei num frasquinho. Desde o ano passado que experimentei e fiquei completamente rendida ao sabor que emana tanto nos bolos como em sobremesas. A combinação com pêssego e alperce é sucesso garantido. Desta vez a combinei-a com baunilha e trago-vos estas panna cottas bem fresquinhas.  O sabor é doce, delicado e o aroma dos dois funde-se na perfeição.

Deixo-os aqui outras receitas com lavanda:

Tarte rústica de alperce, amêndoa, flor de laranjeira e lavanda

Açúcar de lavanda

Bolo de nectarina, lavanda e mel

Iogurte de lavanda com compota de pêssego e baunilha

copy013

 

Panna cotta e lavanda e baunilha

Para 4 a 6 doses:

  • 400ml de natas (light)
  • 100ml de leite
  • 100g de açúcar (ou 80g de frutose)
  • 1 vagem de baunilha, raspada
  • 1 c. (chá) de lavanda seca*
  • 5 folhas de gelatina (4 se for para servir em taças)
  • 1 a 2 gotas de corante violeta

 

*Costumo usar lavanda do jardim. Passo por água, deixo a secar e depois guardo num frasquinho.

  1. Untar umas forminhas com papel de cozinha embebido em óleo (caso sejam para desenformar).
  2. Aquecer as natas com o leite, o açúcar, a lavanda e a vagem de baunilha aberta e sementes raspadas (TMX – Bimby: 5min/90º/vel.3 inv).
  3. Quando começar a ferver, retirar do lume e deixar 5 minutos em infusão.
  4. Amolecer as folhas de gelatina numa taça de água fria.
  5. Remover a vagem e filtrar o líquido. Por fim, juntar o corante e a gelatina espremida e misturar vigorosamente com uma vara de arames (TMX-Bimby: 15seg/vel.4). Distribuir em tacinhas. Colocar no frigorífico até solidificar ou no congelador para ser mais rápido.
  6. Para desenformar, passar a ponta de uma faca à volta da forma de forma a descolar e inverter num prato, agitando delicadamente.

 

copy016

copy020

copy027

copy029

copy042

copy047

Julho 01, 2014

Gelado de framboesa e banana

copy009

Vamos dar as boas vindas a Julho. Os dias vão ficando mais quentes e a vontade de ligar o forno já não é muita. Os gelados, os semifrios e as sobremesas frescas com fruta da época estão em alta. Para aproveitar a fruta madura nada melhor que congelá-la para ter sempre à mão quando apetece um gelado, um granizado ou mesmo um smoothie. A suavidade da banana combina na perfeição com a acidez da framboesa, além de trazer mais cremosidade ao gelado. Adoro estes dois sabores juntos.

copy010

Gelado de framboesa e banana

  • 200g de framboesas
  • 2 bananas maduras
  • 1 iogurte natural
  • 150g de açúcar
  • 200ml de natas (30%), bem frias

 

Caso opte pelo modo de preparação Bimby, a fruta deverá ser previamente cortada e congelada.

Thermomix-Bimby:

  1. Colocar o açúcar no copo e pulverizar 20seg/vel 9.
  2. Adicionar a fruta congelada e pulverizar 20seg/vel.9.
  3. Por fim juntar o iogurte e as natas e misturar 40seg/vel 5.
  4. Servir de imediato ou se preferir mais cremosidade bater na máquina de gelados** durante 40 minutos.
  5. Guardar numa caixa hermética no congelador para solifificar.
  6. Retirar 15 minutos antes de servir.

Tradicional:

  1. Bater a fruta, o açúcar e o iogurte no liquidificador.
  2. Colocar no frigorífico até ficar bem frio.
  3. Bater as natas em chantilly e misturar bem à base de fruta.
  4. Bater na máquina de gelados** durante 40 minutos.
  5. Guardar numa caixa hermética no congelador até solidificar bem
  6. Retirar 15 min. antes de servir.

** Caso não tenha máquina de gelados deverá colocar a base numa caixa no congelador e retirar de 30 em 30 minutos e bater bem com um garfo, para quebrar os cristais de gelo e ficar mais cremoso, até solidificar.

Copinhos rosa para gelados da More Than Cookies.

 

copy012

copy026

copy027

copy029

copy034

Junho 23, 2014

Bolo de queijo fresco 0% e cerejas

copy026

O verdadeiro verão teima em chegar mas enquanto isso vou pensando e imaginando receitas mais leves e irresistíveis para os dias quentes que aí vêm.  Esta é uma delas e baseei-me nesta tarte au fromage blanc com morangos que fiz no ano passado e que me surpreendeu muito quer pelo sabor, quer pela textura. E imaginei-a sem a base (para não pesar tanto) e com cerejas. É um género de cheesecake leve, esponjoso e o mais importante, sem gordura. Adocei-o com frutose e ficou perfeito. A cobertura é a cereja no topo no bolo. Garanto-vos que se vão deliciar.

copy025

 

Bolo de queijo fresco e cerejas

Bolo

  • 500 g de fromage blanc ou quark (0% mat. gorda)*
  • 1 iogurte natural
  • 120g de frutose (ou 140g de açúcar)
  • Essência de baunilha q.b.
  • 3 gemas
  • 3 claras
  • 1 pitada de sal
  • 2 c.(sopa) de amido de milho (Maizena)
  • 1/2 saqueta de preparado para pudim de baunilha
  • 250 a 300g de cerejas, descaroçadas

Cobertura

  • 400g de cerejas, descaroçadas
  • 3 c. (sopa) de açúcar
  • 1/2 copo de água
  • 2 c. (sopa) de sumo de limão
  • 1/2 vagem de baunilha, raspada (ou pasta/ extracto)
  • 1/2 c. (café) de de agar agar, da Vahiné **

 

* Usei queijo fresco quark, 0% de matéria gorda (podem encontrar no Lidl)

** Ou gelatina em pó

 

 

Bolo

Forrar uma forma de fundo amovível com papel vegetal.

TMX-Bimby: No copo bem limpo e seco, com a borboleta, bater as claras em castelo com a pitada de sal, 3 min/vel. 3. Reservar. Colocar a borboleta no copo, as gemas, o açúcar, a baunilha e o pó do pudim e misturar 1min/Vel. 3. Juntar o amido de milho e o iogurte e misturar mais uns segundos. Retirar a borboleta. Juntar o queijo fresco e misturar 15 seg/Vel.3. Numa recipiente grande, envolver delicadamente o creme com as claras, com uma espátula, fazendo movimentos de baixo para cima.

Tradicional: Bater as claras com o sal, em castelo bem firme e reservar. Bater as gemas com o açúcar, a baunilha e o pó do pudim. Juntar o amido de milho e bater bem. Adicionar o iogurte e misturar. Juntar o queijo fresco aos poucos e misturar com um fouet até ficar tudo homogéneo. Por fim envolver delicadamente as claras com uma espátula, fazendo movimentos de baixo para cima.

Colocar o recheio na forma e distribuir um bom punhado de cerejas dentro da massa. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC, cerca de 1h ou até que fique firme ao toque. Caso necessário, a meio do tempo, proteger com folha de  alumínio para evitar que fique muito tostado. Deixar arrefecer por completo. Colocar no frigorífico.

Cobertura

Levar as cerejas ao lume, com a água, a baunilha, o açúcar e o sumo de limão. Cozinhar cerca de 10 a 15 minutos, até ficarem tenras e cozidas. Por fim juntar o agar agar diluído numa colher de sopa de água e deixar ferver mais 2 minutos, mexendo sempre. Deixar arrefecer e quando estiver morno espalhar no topo do bolo e colocar no frigorífico novamente, durante uma noite.

copy029

copy052

copy054

copy057

copy060

Junho 15, 2014

Iogurte de cereja e chocolate

A iogurteira nestes últimos tempos não tem tido descanso, ainda mais porque recuperei a iogurteira antiga da minha mãe e agora tenho duas.  Quem tiver uma SEB antiga e já não tem copos, pode adquirir neste site copinhos com tampas de plástico compatíveis.

Os iogurtes são uma boa sugestão para o pequeno-almoço ou como sobremesa agora nestes dias quentes. É uma forma de saciar aquela vontade de comer um doce e sem culpas. Vou repetindo a receita mais simples de baunilha e vou experimentando outras combinações possíveis e imagináveis que me vão surpreendendo sempre pela positiva. Difícil será dizer qual o melhor. Tenho vários para publicar mas hoje trouxe este, assim ainda vão a tempo de o experimentar, antes que as cerejas acabem.

 

Iogurte de cereja e chocolate

Iogurte

  • 800 ml de leite meio-gordo (fresco tipo Vigor)
  • 2 c. (sopa) de leite em pó (magro)
  • 50g de frutose (ou açúcar amarelo)
  • 1 c. (chá) de pasta de baunilha ou extracto
  • 1 iogurte natural

Compota

  • 250g de cerejas, descaroçadas
  • 3 c. (sopa) de açúcar amarelo
  • 2 c. (sopa) de água

Cobertura

  • 100g de chocolate negro
  • 25g de natas

Compota

Colocar num tachinho, as cerejas inteiras, a água e o açúcar e levar ao lume uns 10 a 15 minutos ou até evaporar a água e obter uma compota.  Reservar um pouco de molho da compota para juntar ao iogurte. Distribuir a compota pelos copinhos e deixar arrefecer.

Iogurte

Thermomix-Bimby: No copo colocar o leite, o leite em pó, a baunilha, o açúcar e misturar na 15seg/vel 4. Programar 9 min/90º/vel.3 (ou até começar a ferver). Quando estiver morno, juntar um pouco de molho da compota de cereja (arrefecido) e o iogurte natural e misturar novamente uns segundos na vel. 3.

Tradicional: Levar ao lume o leite, o leite em pó, o açúcar, a baunilha e misturar com um fouet até ficar bem dissolvido. Quando levantar fervura retire do lume e deixar arrefecer. Quando estiver morno, juntar um pouco de molho da compota de  cereja (arrefecido) e o iogurte natural e misturar com um fouet até ficar bem integrado.

Distribuir pelos copos. Não encher demasiado os copos para haver espaço para a cobertura de chocolate. Levar à iogurteira cerca de 10 horas.  Na altura que os iogurtes saem da iogurteira, derreter o chocolate com as natas, deixar arrefecer um pouco e deitar o molho no topo de cada iogurte. Colocar as tampas e reservar no frigorífico pelo menos 4 horas antes de consumir. Caso não tenha iogurteira, deverá abafar bem os copos com uma manta polar, dentro do forno previamente aquecido a 50ºC, cerca de 12 horas.

Junho 10, 2014

Éclairs de chocolate ::: Casa Grande Chocolatier

copy012

Recebi recentemente uns chocolates da Casa Grande Chocolatier, uma empresa portuguesa que se dedica à produção artesanal de produtos de chocolate e de derivados de qualidade superior. Tem uma linha gourmet, com algumas lojas franchisadas, e uma linha industrial. Recomendo vivamente uma visita ao site para conhecerem todas as gamas e produtos e ficarem deliciados.

E nada melhor do que uns éclairs para poder saborear este chocolate maravilhoso.

copy019

 

Éclairs de chocolate ::: Casa Grande Chocolatier

Para cerca de 10 éclairs:

  Massa choux (Receita de Pierre Hermé)

  • 80ml de água
  • 100ml de leite
  • 4g de sal de sal
  • 5g de açúcar
  • 75g de manteiga
  • 3 ovos
  • 100g de farinha

   Creme pasteleiro de chocolate (recheio)

  • 250ml de leite
  • 2 ovos
  • 90g de açúcar
  • 30g de farinha
  • 1 c. (café) de pasta de de baunilha (ou extracto)
  • 1 pitada de sal
  • 120g de chocolate negro 50% Deli&Co*
  • 1 c. (sopa) bem cheia de manteiga

   Cobertura e decoração

  • 80g de chocolate negro 50% Deli&Co*
  • 30ml de natas
  • 1 c. (sopa) de manteiga
  • 1 pitada de sal
  • Pistácios triturados p/ polvilhar
  • Açúcar dourado Vahiné p/ polvilhar

 

 

*Podem encontrar a gama de chocolate para culinária Deli&Co, da Casa Grande Chocolatier, em todos os hipermercados Jumbo.

Massa choux

Thermomix – Bimby: Pesar a farinha e reservar. No copo, colocar a água, o leite, a manteiga, o sal, o açúcar e programar 5Min/100º/Vel 1 (ou até começar a ferver). Juntar a farinha de uma vez só e programar 15seg/Vel 4. Retirar o copo da base e deixar a massa arrefecer 10 minutos. Com a Bimby em funcionamento na Vel 4, adicionar os ovos,  um a um, através do bocal da tampa, até obter um creme homogéneo.

Tradicional: Aquecer num tacho, a água, o leite, a manteiga, o açúcar e o sal. Assim que começar a levantar fervura, juntar a farinha de uma só vez e mexer muito bem com uma espátula, até que a massa se descole completamente do tacho e da colher. Juntar os ovos, um a um, mexendo bem entre cada adição até ficar homogéneo.

Pré-aquecer o forno a 180º. Num tabuleiro forrado com papel vegetal, com um saco de pasteleiro (boquilha redonda ou estrela, abertura larga) fazer cerca de 10 éclairs entre 8 a 10cm de comprimento. Levar ao forno cerca de 20 a 30 minutos ou até que fiquem dourados (não abrir a porta do forno). Deixar os choux arrefecerem dentro do forno com a porta entreaberta.

Creme pasteleiro de chocolate

Derreter o chocolate com a manteiga, num tachinho  e reservar.

Thermomix - Bimby: No copo da Bimby, colocar o leite e os restantes ingredientes. Programar 10Min/90º/vel.4, ou até engrossar. Juntar o chocolate derretido pelo bocal e misturar uns segundos na vel. 3. Colocar num recipiente e tapar com película aderente de forma a que esta fique colada ao creme. Deixar arrefecer e colocar no frigorífico até usar.

Tradicional: Levar ao lume o leite com o sal e a essência de baunilha até este começar a levantar fervura. Entretanto, numa tigela misturar os ovos com o açúcar e a farinha, com uma vara de arames. Juntar o leite bem quente, pouco a pouco, mexendo sem parar e levar de novo ao lume para engrossar. No final juntar o chocolate derretido e misturar bem até ficar homogéneo. Colocar num recipiente e tapar com película aderente de forma a que esta fique colada ao creme. Deixar arrefecer e colocar no frigorífico até usar.

Cobertura de chocolate

Derreter o chocolate com as natas e a manteiga e misturar até ficar homogéneo. Colocar num pratinho fundo e deixar arrefecer um pouco.

Com a ajuda de uma faca ou do bico do saco de pasteleiro, fazer 2 furos, um em cada extremidade do éclair e com a ajuda do saco de pasteleiro, rechear com o creme. Mergulhar o topo de cada éclair no creme de chocolate e polvilhar com pistácios e açúcar dourado. Colocar no frigorífico.

copy026

copy043

copy042

copy033

Junho 01, 2014

Bolo mármore e chocholate e baunilha / Chocolate & vanilla pound cake

Este bolinho foi a escolha para o World Baking Day só que aguardava para ser publicado. Por vezes a sazonalidade de algumas receitas obrigam-me a alterar a ordem das publicações. Mas conforme prometi, cá está ele. Como o meu filho não gosta de bolos com cremes e “esquisitos”, optei por fazer este clássico que agrada a todos. Acho que não preciso de dizer que ficou maravilhoso, as fotos falam por si. A textura ficou espetacular e de sabor estava divino. Um bolo perfeito para o Dia da Criança.

Bolo mármore de chocolate e baunilha / Chocolate & vanilla pound cake

Bolo

  • 250g de farinha c/ fermento
  • 1 c. (café) de bicarbonato de sódio
  • 1/2 c. (café) de sal
  • 170g de manteiga amolecida
  • 200g de açúcar
  • 4 ovos
  • 1 c. (chá) de pasta de baunilha ou extracto
  • 160g de crème fraîche
  • 120g de chocolate preto, derretido

Cobertura

  • 150g de açúcar em pó
  • sumo de limão q.b.
  • 1 lápis pasteleiro de chocolate da Vahiné (ou chocolate derretido)

Forrar uma forma de cake com papel vegetal ou untar e polvilhar com farinha. Numa taça misturar a farinha com o sal e o bicarbonato e peneirar a mesma. Reservar.

Thermomix-Bimby: Bater a manteiga (amolecida), o açúcar e a pasta de baunilha (ou sementes raspadas) durante  4 minutos na vel. 3, até obter um creme esbranquiçado e fofo. Adicionar os ovos, um de cada vez e bater 1min/vel. 3 por cada ovo. Por fim, alternar entre a farinha e o crème fraîche e misturar uns segundos na vel.3.

Tradicional: Bater a manteiga (amolecida), o açúcar e a pasta de baunilha (ou sementes raspadas) durante  4 minutos em velocidade média, até obter um creme esbranquiçado e fofo. Adicionar os ovos a velocidade baixa, um de cada vez. Por fim alternar entre a farinha e o crème fraîche e misturar delicadamente até ficar homogéneo.

Dividir a massa em 2 partes iguais. Numa delas juntar o chocolate derretido (arrefecido) e misturar com uma espátula. Deitar um pouco de massa de baunilha no centro da forma e de seguida de chocolate, bem no centro. Continuar alternado as massas. No final, passar um palito comprido no meio, ao longo do sentido do comprimento. Levar ao forno cerca de 45 min. ou até estar cozido. (testar com um palito). Deixar arrefecer um pouco e desenformar em cima de uma grelha.

Para a cobertura, misturar o açúcar em pó com um pouco de sumo de limão até obter a consistência desejada. Espalhar no topo do bolo. Com chocolate derretido ou o lápis da Vahiné, decorar a gosto.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...