sexta-feira, 21 de julho de 2017

Gelado de baunilha (sem máquina) com granola de aveia e frutos vermelhos // No churn vanilla ice cream with berry oat granola



Tempo de gelados é todo o ano mas normalmente só costumo fazer gelados no verão, no resto do ano vou saboreando de vez em quando na geladaria novos sabores.
Se por um lado adoro gelado caseiro, por outro fotografá-lo não é tarefa fácil uma vez que é sempre tudo à pressa. Tenho de preparar tudo antes, idealizar e montar o cenário, escolher os props, esperar que o gelado atinja a

terça-feira, 11 de julho de 2017

Tarte de limão vegan // Raw lemon tart


No verão querem-se receitas frescas, práticas, de preferência sem forno e com as cores da estação.  Esta é a minha primeira tarte vegetal. A base é a mesma dos cheesecakes vegan cá do blog, só muda  o formato e o sabor.
Já vos falei da minha paixão por este tipo de cheesecake ou tarte vegan e volto a repetir que é mesmo viciante, dos meus prazeres favoritos. Além disso é 100% vegetal, com ingredientes saudáveis e super fácil de fazer, basta juntar todos os ingredientes e triturar tudo (num robot de cozinha ou liquidificador), nada mais prático. Só necessita de passar umas horas no

terça-feira, 27 de junho de 2017

Gâteau Basque com doce de cereja // Gâteau Basque with cherry jam


Bem sei que agora só apetece coisas frescas mas não resisti em ligar o forno para experimentar esta especialidade do País Basco, na região dos Pirenéus (Norte de Espanha e Sudoeste de França). O Gâteau Basque é um bolo que tem como como base uma massa areada aromatizada com amêndoa e recheada com doce de cereja preta ou creme pasteleiro, perfeito para acompanhar com uma bola de gelado. Normalmente é feito numa forma normal redonda mas acho que fica mais bonito em forma de tarte.
A textura da massa fica entre o bolo e a tarte, meio crocante meio macia, com um delicioso sabor a manteiga e amêndoa a conjugar com o doce de cereja, um verdadeiro delírio para as papilas. Eu já imaginava que fosse bom mas confesso que superou as minhas expectativas, fiquei completamente rendida!  Usei doce de cereja de compra, o meu favorito da Bonne Maman, mas como estamos em plena época ainda vão a tempo de prepararem o vosso doce de cereja.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Bolo de alperce, amêndoa e sésamo // Apricot, almond and black sesame buckle cake


Bolos com frutas são os meus preferidos. A fruta deixa-os sempre mais húmidos e macios e a combinação de aromas é sempre deliciosa. Adoro alperces ao natural mas quando os vejo penso logo numa tarte ou num bolo suculento. Vi este bolo num

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Bolo de amêndoa, cardamomo e flor de laranjeira com morangos e creme de mascarpone // Almond, orange blossom & cardamom naked cake with strawberries and vanilla mascarpone cream


No início de Maio fui até Paris matar saudades e voltei de coração cheio e a transbordar de inspiração. Como a minha viagem coincidiu com o aniversário da minha mãe, festejámos a dobrar no domingo seguinte, no Dia da Mãe.
As flores em maio abundam e foram elas que me inspiraram, não há mês mais lindo! Sou completamente apaixonada por flores e quando olho para elas só penso em bolos e bouquets. 
Este é um bolo simples mas cheio de sabor. Imaginem um bolo de amêndoa muito fofo, com notas de cardamomo, laranja, flor de laranjeira e baunilha. Levou recheio de chantilly de mascarpone de baunilha - a minha cobertura favorita, e morangos laminados. Para finalizar cobri com creme de mascarpone e decorei com chocolate e flores, muitas flores. Tinha tanta variedade de flores à escolha que não resisti em usar uma boa parte e ainda fui apanhar flores de sabugueiro para dar um toque final. Acho que até hoje foi o bolo que mais prazer me deu fotografar. Perdoem-me a quantidade de fotos mas foi extremamente difícil escolher, aliás esse é sempre o meu problema.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Cheesecake vegan de baunilha, coco e mirtilos // Blueberry vanilla coconut raw cheesecake



Tenho uma obsessão por estes cheesecakes vegan ou crus, já fiz várias versões todas elas maravilhosas. Chamam-lhe cheesecake mas é só pelo aspecto porque não leva qualquer tipo de queijo ou produto de origem animal. Mas não sou só eu que estou viciada, quem prova diz que é absolutamente delicioso, até o meu filho adora (o mais esquisito). Por ser tão bom, estou sempre a pensar em novas combinações.
A base é de frutos secos, podem ser os que preferirem. Costumo aromatizá-la com extracto de amêndoa ou baunilha, fica ainda melhor.
O recheio com esta maravilhosa textura é feito com cajus, sim cajus crus e sem sal. Pode parecer estranho para quem nunca provou ou fez mas garanto que vale a pena. Depois de demolhados umas horas, são triturados junto com os restantes ingredientes num processador de alimentos e obtém-se um creme com uma textura incrível. Os aromas são imprescindíveis assim como o sumo de limão. Neste caso usei baunilha concentrada e raspas de limão, convém provar a mistura e ajustar os aromas e adoçante se necessário. Eu adocei com  xarope de ácer, em versões anteriores usei usei ágave mas podem usar mel que ficará ótimo. Os adoçantes naturais encontram-se facilmente nas grandes superfícies, o preço é puxado mas dará para mais do que uma receita. Costumo ter sempre em casa para para adoçar iogurtes, granolas, panquecas, etc, é mais saudável. O topo é de mirtilos e coco.
Não consigo descrever mais o quão delicioso é este "cheesecake".

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Cheesecake streusel de aveia e frutos silvestres // Berry oat streusel cheesecake



O jardim cá de casa está ao rubro. Uma explosão de rosas de cores variadas sobressaem no meio do verde das plantas e não resisto a uma sessão fotográfica com este enquadramento.  O perfume das rosas mistura-se com o das flores de laranjeira e resulta numa fragrância que delicia os sentidos e me enche de felicidade e inspiração. Com este cenário trago uma receita primaveril que promete deliciar todos os que a provarem :)
É um cheesecake, mas não um qualquer, a base de queijo creme é de limão e baunilha e leva um delicioso crumble de aveia e frutos silvestres no topo. Tentei reproduzir o cheesecake da loja IKEA, não sei se já provaram, eu cá adoro. Claro que o caseiro é de longe melhor, fiquei completamente rendida. A base ficou com uma textura cremosa e perfeita e a combinação com o crocante de aveia e frutos silvestres é maravilhosa. 
Espero que experimentem, é uma bela sugestão para o Dia da Mãe.